Canal
Geral

A nova sede da Lego na Dinamarca é toda sobre colaboração

Por: Redação 8 de Julho de 2016

Quem pensa que trabalhar na Lego é uma eterna brincadeira, está enganado. Claro que também pode significar muita diversão, mas trata-se de administrar um negócio de 5.2 bilhões de dólares. É por isso que na expansão de sua sede, que está sendo construída em Billund, na Dinamarca, a empresa quer valorizar muito mais a colaboração entre as pessoas do que forçar a barra num ambiente descolado e colorido.

Do lado de fora, a construção – batizada de “People House” – parece uma junção de blocos gigantes, com muitas referências (ainda que não óbvias) ao design que transformou a Lego na segunda maior fabricante de brinquedos do mundo (só ficando atrás da Mattel). Do lado de dentro, porém, os espaços são abertos e encorajam o contato direto entre as pessoas, longe das mesas de trabalho.

Os quatro andares do edifício contam com janelas enormes, com bastante entrada de luz natural, e os pisos circulares permitem uma visão geral de todo o lugar. Isso parte da crença da empresa de que atualmente menos trabalho acontece atrás de um computador e muito mais das conexões casuais entre as pessoas.

É por isso que o espaço oferece mesas, cadeiras, sofás e estacões de trabalho temporárias por todo lado, incentivando assim os encontros para reuniões inesperadas. No terraço tem mini golfe, e praticamente todo o lado externo é um parque público.

O novo quartel general da Lego vai abrigar 4 mil funcionários – a população da cidade de Billund é de apenas 6 mil habitantes, pra se ter uma ideia – e a expectativa é de que fique pronto em 2020.

Tags: Espaço Físico