Canal
Geral

A evolução do ponto de venda

Por: 0 11 de Julho de 2011

Por muitos anos os canais de vendas estiveram sob o domínio da indústria e dos fabricantes que, de certa forma, ditavam as regras em relação à marca, volumes de venda e estoque. Essa realidade mudou radicalmente pois, apesar da visão tradicional de marketing sobre o papel de fabricantes e canais de venda, ainda estabelecem que preço, promoções e produtos são gerenciáveis conforme seus desejos. Nos dias atuais, o ponto de venda passou a ser considerado como uma variável, gerenciável por intermédio dos desejos do mercado consumidor.

Em um cenário no qual o ponto de venda aumenta sua força na vida dos consumidores, com milhares de ofertas diferentes e, em que é maior a concorrência entre produtores de forma planejada, fica claro que há uma divisão de forças no mercado. Devido a este fato, os fabricantes necessitam estar mais abertos a negociar sua relação cliente X produto dentro do ponto comercial. Em muitos casos, o resultado dessa negociação precisa ser formalizada, pois o fabricante terá despesas para contratar promotores, comprar espaço privilegiado para exposição de produtos e implantar ações de merchandising, que é a propaganda por intermédio da utilização do produto. Exemplos: degustação, promoções do tipo “compre e concorra” e distribuição dos produtos gratuitamente para experimentação. Fonte: ficandoonline.

Tags: