Canal
Geral

A contribuição do vitrinismo para o aumento das vendas

Por: 0 24 de Novembro de 2014

Seria chover no molhado dizer que é no ponto de venda que o consumidor realmente decide se vai comprar ou não. No entanto, é preciso que este local invista, não só no bom atendimento e no preço, como também na apresentação dos seus produtos. É aí que entra o vitrinismo. O vitrinismo é uma das vertentes de merchandising e diz respeito às técnicas utilizadas na montagem de vitrinas, a fim de obter os melhores resultados possíveis na exibição de produtos. Vitrinas bem elaboradas são capazes de transmitir uma ideia ou até mesmo uma sensação ao possível cliente - valorizando os produtos expostos, criando imagens e aguçando os sentidos das pessoas que as olham. vitrinismoO vitrinismo é mais popular do que geralmente se imagina. Tanto que existem profissionais especializados nas técnicas: os vitrinistas. O profissional de visual merchandising desenvolve cenários temáticos em torno de um determinado produto ou linha de produtos, para que estes “conversem” com o público – alvo de uma loja, supermercado, home center ou festa. Criatividade é a palavra de ordem para o visual merchandising. E como todo profissional de trade marketing que possui, como uma de suas tarefas, atuar com vitrinas para feiras e eventos diferenciados, algumas dicas são importantes para compor uma boa conversa com o shopper ou público-alvo. São elas: 1. Entender o que a indústria quer: se há lançamentos para serem divulgados, se a comunicação será apenas institucional e não promocional, se é para divulgar produtos com maior margem ou focar em toda a linha para fortalecer mais a lembrança da marca no PDV; 2. Planejar. Esta etapa é muito importante, pois é aqui que todas as dúvidas precisam ser tiradas para que não haja ruído de comunicação. Estude bastante o produto, veja qual o posicionamento dele na mídia, certifique-se se há alguma questão cultural em torno dele e busque referência na concorrência para fechar bem a primeira parte de seu planejamento; 3. Estude o espaço oferecido: em uma vitrina de três metros com um nível, pode-se fazer de duas até seis vitrinas, sendo cada uma de um metro. Busque ocupar todo o espaço fornecido, ou seja, trabalhe perspectiva e profundidade. E lembre-se: menos é mais. 4. Conte uma história: ouse conversar com o público-alvo por meio de itens como iluminação, cores, texturas e movimento. 5. Faça acontecer: deixe sua marca pessoal nas peças que cria, independente da marca para qual está criando. Faça um book com seu portfólio e aprimore cada vez mais, visitando lugares diferentes, sentindo texturas, captando imagens, conhecendo pessoas e focando em resultado.

Fotos: Divulgação.
vitrinismo 1Vitrinas em Destaque Datas comemorativas e grandes eventos esportivos, como Copa do Mundo, por exemplo, são muito aproveitadas para o mercado de vitrinismo. No entanto, é no Natal que as marcas investem pesado para atrair a atenção do público. Quem faz do vitrinismo o seu grande chamariz é a Imaginarium (Veja aqui). Todas as vitrinas das lojas no País são trocadas pontualmente na mesma data, e, para que isso aconteça, a equipe de “Vitrina e Visual Merchandising” da marca dá início à criação das campanhas sempre com três meses de antecedência. Cinco campanhas são trabalhadas simultaneamente: a primeira é a que está na loja; a segunda é a que está a caminho das lojas; a terceira é a que já foi aprovada e está sendo produzida; a quarta é a que está em plena criação e desenvolvimento, e, finalmente, a quinta é a que estão planejando e pesquisando referências. Todas as cinco acontecem ao mesmo tempo, cada uma em sua respectiva etapa. A cada ano, são 14 novas campanhas (que na verdade abrangem vitrinas, fachadas, interior da loja, ações de marketing e ponto de venda). Neste Natal, o MorumbiShopping trouxe para São Paulo, pela primeira vez, o trabalho de uma empresa americana que é referência na criação de vitrinas mágicas e decorações especiais há mais de 60 anos. Com o tema “Fábrica do Papai Noel no Polo Norte”, a decoração apresenta seis grandes caixas de presentes que contam em cada uma delas as etapas entre mandar a cartinha e receber o presente no Natal. decoração MorumbiShopping6 Outra marca que sempre inova em suas vitrinas é a Nike. Um dos destaques fica para as oito vitrinas interativas montadas na loja de departamentos Selfridges, em parceria com a agência Staat, em Londres. Cada uma delas mostrava as características principais de cada produto com arte kinect. O projeto foi realizado em parceria com a Nike Brand Design Emea e foi muito bem sucedido, atraindo um grande número de pessoas para frente das vitrinas. Para dar início às vendas dos produtos “Brastemp Retrô” – fogão e geladeira – em pontos físicos, nove vitrinas da Fast Shop, rede de lojas de eletrodomésticos e eletrônicos, foram ambientadas para exposição. Os ambientes dos pontos de venda em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG) e Brasília (DF), uniram o design vintage com a tecnologia do Século XXI, alinhado com o conceito inovador dos produtos Retrô. O estudo do vitrinismo e a correta aplicação de seus princípios e técnicas podem proporcionar ao comprador um arsenal de estímulos capazes de promover uma verdadeira explosão de vendas e converter-se numa verdadeira forma de arte. O vitrinismo funciona como a montagem de um cenário para uma peça de teatro ou um programa de televisão. Se tudo estiver bem feito e bem equilibrado; as chances de que o espetáculo ou o programa sejam um sucesso aumentam muito. A vitrina deve ser entendida como um espaço em constante renovação e mudança; uma área acessível tanto aos clientes quanto aos comerciantes de todo porte e deve sempre ser produzida com o máximo cuidado e total planejamento como forma de potencializar vendas e proporcionar experiências agradáveis, e, muitas vezes, inesquecíveis.

Tags: