GERAL

GERAL

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

05 de Fevereiro - Dia do Datiloscopista

Por: 0. 5 de Fevereiro de 2006

Desvendar crimes ou descobrir a identidade de uma pessoa valendo-se apenas da impressão digital parece coisa de filme de suspense, mas a profissão de datiloscopista é exercida por mais de cinco mil brasileiros, a maioria mulheres. A técnica de examinar as impressões digitais para a identificação de pessoas foi difundida pela Scotland Yard, a polícia de Londres, na Inglaterra, em 1891, e chegou ao Brasil em 05/02 de 1963. Em novembro do mesmo ano, o Decreto 52.871 instituiu a data como o Dia do Datiloscopista.

Segundo dados mais recentes da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), em 2007 o Brasil possuía 5.383 datiloscopistas em atividade. O destaque é a Região Sudeste, com 3.641 profissionais, seguida pela Sul (672), a Norte (502) e a Centro-Oeste (443). O Nordeste brasileiro, com 125 profissionais, foi a região que menos computou trabalhadores nesta área em atividade. Embora seja uma carreira policial, que sugere predominância masculina, a Rais constatou que há mais mulheres do que homens neste setor. Foram 2.791 servidoras para 2.592 trabalhadores em todo o país. Essa peculiaridade foi acompanhada pelo Sudeste, que tem 2.073 datiloscopistas mulheres e 1.568 homens - e pelo Sul do Brasil - que registrou 338 mulheres e 334 homens. Origem do Nome Em 1888 o inglês Francis Galton estabeleceu as bases científicas da impressão digital. Mas foi Juan Vucetich que em 1891 se baseou nesse estudo para criar um sistema de identificação - o qual denominou Icnofalangometria. Termo que só perdurou até 1984, quando Francisco Latzina sugeriu o nome datiloscopia. Essa palavrinha estranha à maior parte da população é formada por elementos gregos que significam "dedos" (da´ktylos) e "examinar" (skopêin); ou seja, é a ciência que examina as impressões digitais. No Brasil, esse perito também é conhecido como papiloscopista ou técnico de identificação. Biometria Ramo da ciência que estuda as medidas dos seres vivos, não se baseia apenas na impressão digital para identificar indivíduos, mas também nos traços faciais, na retina, na voz, na grafia e na íris. A papiloscopia (que investiga as saliências exteriores da pelé) é o sistema mais utilizado, pois além da datiloscopia, abrange também a quiroscopia (identificação das impressões das palmas das mãos); a podoscopia (identificação das impressões das plantas dos pés); a poroscopia (identificação dos poros); e a critascopia (identificação das cristas das papilas da língua). Você sabia? Os desenhos das palmas das mãos e das extremidades dos dedos são definidos no quarto mês de gestação do bebê e jamais se modificam.

Tags: