Canal
Gente

Motivar como forma de garantir excelência

Por: Tatyane Luncah. 24 de Setembro de 2015

As marcas se esforçam muito para ter a "casa" em ordem. Ambiente de serviço excelente; operações eficientes; um conceito que passa uma ideia clara aos clientes; logística impecável. E cabe ao colaborador da linha de frente, que foi contratado e treinado de forma eficaz, entregar o serviço prometido. E motivar um colaborador é tão essencial quanto treiná-lo. Ele pode ser a chave para se ganhar um cliente fidelizado e satisfeito.

Foto: Divulação.

A motivação, ou a força convincente, que energiza as pessoas a fazerem o que elas fazem ou vem de dentro delas próprias ou do ambiente que as cercam. As melhores organizações procuram criar um ambiente e políticas internas que melhorem essas duas formas de motivação.

Décadas de estudos sobre o assunto têm mostrado que a motivação é influenciada por inúmeros fatores, incluindo o ambiente da organização, a cultura organizacional, características individuais, a comparação entre indivíduos; bem como a estrutura e a forma de incentivos existentes.

E existe uma ampla variedade de ferramentas à disposição das empresas para criar e manter um ambiente onde os funcionários queiram fazer aquele " tanto" a mais. O motivador mais comum é sem dúvida o financeiro; mas claro que ele não é o único. Programas de reconhecimento também são bastante utilizados pelas empresas. Mas existem outras ferramentas poderosas.

- A preocupação efetiva com o sentimento do colaborador - relacionamento com o chefe; satisfação com o salário; opiniões sobre as condições do trabalho - podem garantir que ele tenha prazer no que faz, e portanto faça cada vez melhor o seu trabalho. 

- Dar aos colaboradores a oportunidade contínua para aprender e crescer, tanto pessoal como profissionalmente, ajuda a manter o trabalho interessante. Muitas vezes as pessoas querem um crescente sentimento de maestria profissional em sua área de interesse, e postos de trabalho com pouca ou nenhuma variação podem ser desanimadores. A maioria das pessoas não curte muito a rotina. A rotação de trabalho pode ser eficaz para alguns empregados neste caso; mas outros querem continuar a exercer trabalhos para os quais eles se sentem confortavelmente qualificados. Então, é preciso também criar maneiras para desenvolver novas interações, novas tarefas e novos desafios.

- Além do mais, os colaboradores esperam ser tratados com respeito, o que pode ser demonstrado por meio do aumento da responsabilidade pessoal de cada um. O aumento da autonomia é um sinal de respeito organizacional. Sem respeito, a única coisa que mantem um colaborador conectado à empresa é o seu contracheque. Se for esse o caso, basta uma oferta melhor de outra empresa para o investimento humano sair pela porta.

Encontrar maneiras de mostrar aos funcionários que o que eles fazem faz a diferença é uma habilidade motivacional chave aos gestores empresariais. O sentimento de "eu pertenço" faz a diferença! 

Os colaboradores apreciam lideranças que saibam determinar o que cada um está procurando na relação de emprego; além de poder alimentar este anseio de forma consistente e justa. O esforço para garantir que os colaboradores são adequadamente tratados, recompensados, respeitados e reconhecidos são elementos motivadores essenciais.

O truque é a definição do que é justo, divertido, interessante e importante para cada um. Assim, é válido concluir dizendo que a chave fundamental para a motivação é conhecer de perto cada colaborador e entregar, de maneira "personalizada", o que ele entende que precisa.

Tags: