Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Anced quer impedir venda de loot boxes no Brasil

Por: Redação com informações de Start.. 2 de Março de 2021

A Associação dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (Anced) entrou com várias ações civis públicas contra EA, Riot Games, Ubisoft e outras empresas para impedir a venda de loot boxes nos jogos que comercializam no Brasil.

No total são sete ações  que foram protocoladas na Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal, no dia 24 de fevereiro. Elas ainda pedem uma indenização total de quase R$ 20 bilhões por damos morais coletivos e individuais. 

Tudo sobre o mercado de games está aqui.

Leia também: Mercado de e-Sports no Brasil é um dos maiores do mundo.

Os principais alvos das ações são as empresas Activision Blizzard, EA, Garena, Nintendo, Riot Games, Ubisoft, Konami, Valve e Tencent. Todas comercializam jogos que possuem o sistema de loot boxes

Já empresas como Apple, Google, Microsoft e Sony também são visadas nas ações, pelos jogos serem vendidos em suas lojas virtuais, como a Play Store ou a PlayStation Store.

A Anced, que é formada por 24 instituições, argumenta que os games violam o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) por permitir que menores de idade estejam em um ambiente de aposta e jogos de azar, que seriam os loot boxes.

O que são Loot Boxes?

Loot Boxes são caixas de itens aleatórios adquiridos com moedas virtuais ganhas no próprio game ou compradas com dinheiro real por meio de micro transações.

Esse sistema está presente em diversos jogos: os pacotes do modo Ultimate Team de Fifa, as caixas de itens de Overwatch e Free Fire. Todos são loot boxes.

Tags: mercado-de-games | anced | loot-boxes