Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

NRF Big Show prepara evento ameaçada pela Omicron

Por: Leandro Lima. 10 de Janeiro de 2022

Shows da Broadway cancelados. Restaurantes fechados. Filas de pessoas em frente de  clínicas médicas. Empresas que mandam seus funcionários para casa.

Parece um flashback de março de 2020. A variante omicron altamente contagiosa está causando uma onda de infecções.

Em Nova York, a onda é particularmente acentuada, com uma média de sete dias de novos casos Covid-19 quase dobrando na semana passada, de acordo com uma análise de dados da CNBC da Universidade Johns Hopkins.

O JPMorgan Chase mudou o curso em sua grande conferência anual. 

O conglomerado financeiro iria realizar um grande evento presencial em San Francisco no próximo mês. O evento, conhecido como um dos maiores encontros de executivos do mundo com foco nas tendências dos negócios, será em formato virtual.

Os cancelamentos surgem também na Europa. O Fórum Econômico Mundial, que reúne chefes de governo de todo o mundo em Davos na Suíça  foi adiado para o verão. O grupo disse que tomou a decisão "à luz da incerteza contínua sobre o surto de omicron."

É neste cenário que o Javits Center de Nova York será palco entre os dias 16 e 18 de janeiro da National Retail Federation (NRF) a grande mostra do varejo. 

Com mais de 800 expositores, até o momento a mostra não anunciou nenhuma nova restrição. O programa exigirá comprovante de vacinação e máscara e disponibilizará testes rápidos no local. Os participantes são aconselhados a fazer um teste antes de viajar para assistir ao show, mas o teste não é obrigatório.

Em um e-mail  enviado aos palestrantes do "Big Show", a NRF disse que, enquanto os Centros de Controle e Prevenção de Doenças do Estado de Nova York e Manhattan considerarem o evento seguro, ele ocorrerá conforme planejado.

"Não temos planos neste momento de nos tornarmos virtuais, mas se essa decisão for tomada, é provável que demore devido à complexidade desse pivô", disse a NRF por e-mail.

A cautela por parte dos organizadores decorre da onda de Omicron que está em seu pico  e alcançou a marca de 1 milhão de infectados em um único dia nos Estados Unidos.

A capacidade dessa variante de quebrar as defesas das vacinas da Covid levou as pessoas a repensar as atividades cotidianas, como comer fora em restaurantes. Isso colocou a indústria de conferências e eventos a reduzir as atividades que envolvem grandes concentrações de pessoas e já tinham estimativa de U$ 100 bilhões para 2022/2023. 

Eventos ao vivo nessa escala são meses de planejamento, é claro, e ninguém poderia ter visto a velocidade  com que a variante Omicron impactaria a vida cotidiana. 

Javits Center volta a ser palco da NRF Big Show sob ameação da Omicron

Além dos riscos inevitavelmente associados a reuniões internas em grande escala, mesmo para participantes vacinados, aqueles que planejam voar para Nova York também enfrentam uma situação catastrófica nos aeroportos com falta de pessoal, resultando em milhares de cancelamentos de voos. 

David DuBois, presidente e CEO da Associação Internacional de Exposições e Eventos, disse que, enquanto as medidas de segurança adequadas estiverem em vigor nos locais e os mandatos locais forem seguidos, os eventos de grande escala devem continuar. As pessoas, é claro, são livres para decidir se comparecem ou não, disse ele.

Tags: varejo melhores-da-semana NRF