EXPOSIÇÕES

EXPOSIÇÕES

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Quatro dicas para encarar o live marketing em 2018

Por: Paulo Octavio . 28 de Fevereiro de 2018

Feliz 2018!  Vale a máxima que no Brasil o ano acontece só depois do Carnaval, então é isso...já estamos vivendo o oitavo ano desta década. Olhando para frente fico pensando que tipo de informação ou atitude nós envolvidos com o mercado de live marketing devemos ter neste ano que se “inicia” agora ?

Quais são características que todos devemos ter para enfrentar estes dias que nos faltam em 2018? Eu cheguei a conclusão que temos quatro atitudes/comportamentos que serão fundamentais, vamos a eles:

Autenticidade – Depois de alguns anos em que estamos vendo a ética aqui no Brasil ser revirada de cabeça para baixo com todos estes escândalos e suas implicações nefastas para a sociedade e para o País, acho que chegamos em um momento que a autenticidade dos relacionamentos e dos posicionamentos deverá ser muito valorizada. Não adianta as marcas terem um discurso nobre e louvável e ao mesmo tempo atuarem com departamentos de “operações estruturadas “ (seja lá o que isso significa ). Ou seja, por incrível que pareça, creio que as marcas estarão buscando conectar-se com os seus consumidores por meio da verdade e da ética. Ué? Aonde foi que perdemos este foco?  Nunca deveríamos ter nos afastado destas verdades, mas creio que agora algumas marcas poderão se aproveitar “surfando” nesta onda.

Simplicidade – Hoje em dia com a crescente digitalização é impressionante os número de impactos digitais que recebemos nos nossos dias (verifique agora quantas mensagens de WhatsApp NÃO lidas você tem no seu celular agora? Entendeu....). É uma enxurrada de informações, contatos, fake news, piadas e tudo mais , ao mesmo tempo! Como administrar isso? No final do dia sempre teremos que explicar algo para alguém (um ser humano). Vamos tentar fazer da melhor forma possível, sem asteriscos, letra míuda válido enquanto durarem os estoques....É direto ao ponto! Papo reto....

Coragem – Como já disse estamos vivendo um ano novo, e as listas de desejos são válidas e sempre ajudam a nos dar um norte. Mas a melhor lista de desejos não vai funcionar sem você não usar a sua coragem de mudar. Ou alguém fez uma lista de desejos para 2018 assim: Quero engordar 10kg, vou desaprender uma língua e vou voltar ao meu emprego que odiava? Se você não tiver coragem de evoluir e fazer uma lista de desejos ambiciosa do que adianta fazer uma lista de desejos? Em relação às marcas que gerencia ou contribuiu faça um plano de negócios ambicioso e utilizando a sua mentalidade  de crescimento, pois os índices econômicos mesmo não demonstrando crescimento indiano ou chinês estarão positivos e a economia como um todo deverá se beneficiar deste novo cenário não negativo.

Data Driven – Aqui eu acho que temos o grande diferencial para este ano. Chegou o fim a “era do eu acho” e estamos já vivendo a “era do eu sei”. A mudança, especialmente nas áreas de marketing, acredito aconteceu devido à enorme quantidade de dados disponíveis em real time hoje em dia sobre comportamentos, índices de compra, rotas, preços médios, índices de satisfação... enfim, nunca os homens e mulheres de marketing estiveram tão bem informados como antes. Mas atenção: Muita informação sem análise ou sem a competência de gerar insights a partir dela também não leva a lugar nenhum. É fundamental dedicar tempo e cérebro à interpretação destas informações. É por aí....

Ou seja, seja AUTÊNTICO nas suas relações e ações, atue com SIMPLICIDADE em tudo que faz, tenha CORAGEM para fazer a coisa acontecer e tenha SUBSÍDIOS ( gerados por dados reais ) que te ajudem a chegar aonde você quer. Feliz 2018!

Tags: spa-o-sico | cultura | relacionamento | brasil | site | ente-do-ive-arketing | rticulista-ditor | g-ncia-ive-arketing | Internet | Redes Sociais | Vendas - Aumento | Artigo|Opinião|Ensaio