Canal
Exposições

Adesão à Expo Retomada supera expectativas

Por: Redação 3 de Outubro de 2020

Em apenas dois dias de movimentação, a organização da Expo Retomada já confirmou a presença de 30 expositores e mais de 500 participantes que conhecerão in loco todos os protocolos para a volta definitiva dos eventos corporativos e feiras de negócios.

O fator decisivo para a adesão ao primeiro evento corporativo pós-pandemia com público é o cuidado extremo que a organização vem demonstrando em relação aos protocolos.

Veja como participar da Expo Retomada aqui.

Leia também: Covas dá sinal verde para a Expo Retomada em outubro.

“A distribuição de materiais e vídeos nas redes sociais explicando como deverá ser o evento tem gerado confiança em todos.”, explica Fernando Lummertz, organizazdor da iniciativa.

 Esforço de voluntários coloca Expo Retomada em pé

Juliana Pacheco ( esquerda), coordena a produção da Expo Retomada.


 Lummertz destaca ainda a mobilização de voluntários para garantir a realização do evento.

 A planta e materiais para montagem de todo o espaço esta sendo desenvolvida pelas empresas da Abrace com a coordenação de João Neto, da JA Eventos.

Já a área de coordenação e produção, liderada por Juliana Pacheco, da TAC 88, tem recebido muitos profissionais dispostos a colaborar com o evento.

Por sua vez, Thiago Buozzi tem feito a captação de empresas para custear as despesas com todo o pessoal de serviços e outros materiais. Todas elas terão espaços para apresentação e contatos seguindo as normas e protocolos. 

 Com isso, a semana tem sido tomada por reuniões onde todos os detalhes estão sendo observados. “O uso correto de EPIs pelos participantes associado a todos os cuidados que teremos no pavilhão garante a segurança de todos que estiverem lá.”, assegura Fernando Lummertz, idealizador da Expo Retomada.

João Neto orienta diretores das empresas fornecedoras para Expo Retomada. Organizadores já circulam pelo pavilhão do São Paulo Expo para início da montagem

Veja entrevista que Fernando Lummertz concedeu ao Promoview

Promoview: Qual sua avaliação sobre  a paralisação e o impacto para o mercado de feiras de negócios?

Lummertz:  Não há menor dúvida de que o impacto foi devastador para o setor. Até porque ele não se limita a 2020, uma vez que irá se estender, por consequência, para 2021 e talvez até 2022. É uma questão difícil equacionar todas as postergações de 2020 com os calendários de 21 e 22. 

Promoview: A Expo Retomada é um reflexo deste momento? Como surgiu a ideia de realizar esta iniciativa?

Lummertz: A realização de um evento-modelo surgiu de uma grande preocupação que, em maio desse ano, tomou conta de todo o mercado: “Será que as pessoas terão confiança para voltar a participar de feiras?” Conversamos sobre isso, eu e o P.O. (pouco conhecido como Paulo Octávio Pereira de Almeida), um expert do setor de live marketing e feiras, e chegamos à conclusão que isso só ocorreria caso as pessoas pudesse ver e sentir na prática como seria um evento sendo realizado com essas medidas de segurança sanitária. Porque ler sobre essas medidas é uma coisa. Experimentá-las, é outra...

Fernando Lummertz.Foto Agência: A4UATRO / Eduardo Anzanello e Alessandro Melo

Promoview: E quais foram as maiores dificuldades encontradas pelo caminho?

Lummertz: Não foram poucas. Começou na escassez de recursos e passou por uma profunda reflexão sobre a natureza do evento. Então concluímos que não poderia ser uma ação empresarial comum. Era preciso que essa ideia alcançasse um outro patamar. Mais do que qualquer coisa, a Expo Retomada tinha de se colocar como um manifesto. Como uma bandeira do setor. E aí fomos convocando os amigos e parceiros de negócios do nosso relacionamento para criar um grupo de realização, tornando o evento uma ação sem fins lucrativos organizada por profissionais e entidades do setor. Ficamos positivamente impressionados com o time que conseguimos formar. Um verdadeiro “dream team” que conta com os melhores profissionais do setor. 

Promoview: E qual a sua expectativa sobre o legado desta iniciativa?

Lummertz: Acreditamos que o nosso empenho será muito positivo para que o setor volte à normalidade em um prazo possível. Se conseguirmos isso, nos consideraremos altamente recompensados. Afinal, o que estamos fazendo é retribuir para o mercado o que por muito tempo vínhamos recebendo dele.

Promoview: Muito se falou sobre o desafio de  unir o mercado para enfrentar este período. Qual sua avaliação sobre o que foi feito e até que ponto houve uma evolução neste tema?

Lummertz: A evolução foi muito grande. Creio que ter aprendido a brigar entre si, mas se defender em bloco já é um enorme avanço para o setor. Será preciso ainda separar o joio do trigo, é claro. Mas o que estamos presenciando é um momento ímpar na história do segmento, com empresas concorrentes e entidades com bandeiras semelhantes se unindo e lutando para encontrar as melhores soluções para esse momento duro que estamos enfrentando. 

Promoview: Qual sua visão em relação ao futuro das feiras e exposições, o que deve mudar, quando elas deverão voltar ao estágio pré-pandemia?

Lummertz:  Voltar ao estágio pré-pandemia deve demorar. Não será da noite para o dia e isso irá variar de acordo com o segmento no qual os eventos de negócios estão inseridos. Alguns segmentos estão até fortalecidos com essa situação, mas boa parte está enfraquecida. Essa parte enfraquecida que está por trás de um grande número de eventos de negócios, em nichos bem específicos, vai poder retornar aos poucos, com investimentos menores e presença modesta.

Uma visão sobre mudanças fatalmente também nos conduz para algo que eu, pessoalmente, defendo há muitos anos, que é criar uma extensão digital para as feiras de modo que expositores e visitantes possam se manter conectados de maneira perene. 

Não há mais a menor chance para o modelo tradicional no qual uma feira acontece por 3 ou 4 dias, morre e ressuscita na edição seguinte. Acabou, quem insistir nesse modelo não terá futuro. A hora da “cauda longa” finalmente chegou.

A Expo Retomada 2020 é um evento sem fins lucrativos, que conta com apoio da:

União Brasileira dos Promotores de Feiras (Ubrafe)

Associação de Marketing Promocional (Ampro)

Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc Brasil)

Associação Brasileira de Cenografia e Estandes, Abrafesta

Associação Brasileira de Eventos (Abrace)

Associação Latino Americana de Gestores de Viagens e Eventos Corporativas (Alagev);

Meeting Professionals International Brazil (MPI Brazil);

Sindicato das Empresas de Promoção, Organização e Montagem de Feiras, Congressos e Eventos do Estado de São Paulo (Sindiprom-SP)

Tags: eventos em São Paulo | retomada dos eventos | mercado de eventos | indústria de eventos | entrevista com Fernando Lummertz | Fernando Lummertz | feiras comerciais | feira de negócios | eventos | Expo retomada | melhores-da-semana