Canal
Esportes

UFC anuncia volta de Anderson Silva

Por: UOL Esporte. 28 de Dezembro de 2015

O UFC confirmou, no dia 24 de dezembro, o retorno de Anderson Silva ao MMA: o brasileiro enfrentará Michael Bisping no dia 27 de fevereiro de 2016, em Londres, na Inglaterra. O ex campeão dos pesos médios está cumprindo suspensão por uso de doping antes de sua última luta, contra Nick Diaz, no UFC 183, em 31 de janeiro deste ano.

Anderson tentará sua primeira vitória desde julho de 2013, quando perdeu o cinturão para Chris Weidman. Até então, o brasileiro havia ficado permanecido invicto por sete anos.

Foto: Reprodução/Google.

Após a derrota para o norte-americano, Spider perdeu a revanche, em dezembro de 2013. Em janeiro deste ano, chegou a vencer Nick Diaz, mas a vitória foi retirada de seu cartel após a descoberta do doping.

O brasileiro tem agora na carreira 33 vitórias, seis derrotas e uma luta sem resultado. Bisping, que vem de dois triunfos seguidos, tem 27 vitórias e sete derrotas no cartel – incluindo um nocaute sofrido contra Vitor Belfort, em janeiro de 2013, no Brasil.

Logo após o anúncio da luta, Bisping já avisou nas redes sociais que está ansioso para a luta, que será a principal do evento. "Mal posso esperar por isso!", escreveu o inglês. O lutador é o atual sétimo colocado do ranking dos médios, que não conta mais com Anderson Silva.

Doping

Anderson Silva assumiu o uso de doping apenas em agosto, em uma audiência da Comissão Atlética de Nevada, nos Estados Unidos.

Sua defesa afirmou que um dos suplementos utilizados pelo lutador estava contaminado. E o lutador explicou, mais exatamente, que tomou um medicamento para melhora de desempenho sexual dado por um amigo que trouxe da Tailândia.

A Comissão não acreditou em suas explicações e decidiu puní-lo com suspensão de um ano a contar do dia da luta, 31 de janeiro de 2015.

Anderson também foi multado em 30% da bolsa de US$ 600 mil (US$ 180 mil) e perdeu o bônus de US$ 200 mil pela vitória, em uma multa de cerca de R$ 1,3 milhão, além de ter que pagar os custos com advogados e com a investigação. Para voltar a lutar, o brasileiro terá que apresentar um teste negativo antes do próximo combate.

Substituição

Originalmente, a luta principal do evento em Londres seria entre Michael Bisping e o iraniano Gegard Mousasi. Mas o UFC surpreendeu anunciando que Anderson seria o novo adversário do inglês. Após o ocorrido, Mousasi avisou pelas redes sociais que ainda estará no evento.

"Eu não estou machucado e vou continuar no card do UFC em Londres como luta co-principal. Meu empresário está trabalhando com o UFC para encontrar um novo oponente.", Mousasi, que já foi campeão de eventos como Dream e Strikeforce, é o atual nono colocado da categoria. 

Tags: