Canal
Esportes

O que o Coronavírus significa para o marketing esportivo?

Por: Redação. 5 de Abril de 2020

O adiamento dos Jogos Olímpicos de Verão, juntamente com a suspensão do jogo na NBA e na NHL, decepcionou os fãs em todo o mundo. 

Para as marcas, no entanto, o impacto do Covid-19 pode exigir uma nova cartilha para que eles continuem comercializando para o esporte.

Para alguns, isso pode significar pegar dinheiro investido em marketing esportivo e colocá-lo em outro lugar, o que a Anheuser-Busch - um importante profissional de marketing esportivo - está fazendo. 

O comerciante de cerveja disse que redirecionará seus investimentos em esportes e entretenimento para seus parceiros sem fins lucrativos durante a crise de saúde Covid-19

Algumas marcas também podem procurar maneiras de continuar a envolver os fãs de esportes, como por meio das mídias sociais ou e-sports. No entanto, qualquer orçamento redirecionado nos próximos meses poderá retornar rapidamente às principais Ligas esportivas assim que os jogos reiniciarem.

"Se isso continuar como está, será uma grande mudança [para os profissionais de marketing esportivo].", disse à Marketing Dive Fred Schonenberg, fundador da VentureFuel, sediada em Nova York. "As pessoas vão começar a procurar novas maneiras de mover a agulha com esse dinheiro."

No banco

Embora amplamente esperado, o anúncio do Comitê Olímpico Internacional e do Comitê Organizador de Tóquio 2020 confirmou a terrível situação enfrentada pelas empresas que tradicionalmente alocam partes consideráveis ??de seus orçamentos de anúncios para esportes ao vivo.

"Embora ainda seja possível que a NBA e a NHL retomem sua temporada regular uma vez contida a pandemia causada pelo novo Coronavírus, as Olimpíadas representam um golpe mais forte, dado o tempo e os recursos investidos em muitos patrocínios e ativações.", disse Jim Kahler, diretor-executivo do programa de Administração de Esportes da Faculdade de Negócios da Universidade de Ohio, à Marketing Dive.

"Todo esse retrabalho em termos de construção, logística ... não quero dizer que o dinheiro vai pelo ralo, mas quem planeja participar [como anunciante] em Tóquio terá que pensar com muito cuidado sobre como eles podem levar tudo de volta a 2021.", finalizou Kahler.

 

Tags: marketing-esportivo | nba | olimpíadas | Covid-19 | coronvírus