Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

No surfe, só deu Brasil na Austrália

Por: Redação.. 10 de Maio de 2021

Só deu Brasil na "perna australiana" do World Surf League Championship Tour 2021, agora conquistando os dois títulos do Boost Mobile Margaret River Pro apresentado pela Corona

Filipe Toledo festejou sua oitava vitória da carreira derrotando o sul-africano Jordy Smith e subiu para o terceiro lugar no ranking, que continuou com Gabriel Medina em primeiro e Italo Ferreira em segundo. 

O melhor do marketing esportivo está aqui.

Leia também: Panini apresenta álbum de figurinhas World Surf League.

Tatiana Weston-Webb venceu a heptacampeã mundial Stephanie Gilmore na decisão feminina, para completar o domínio verde-amarelo nas grandes ondas, desta segunda-feira, em Main Break. 

Tatiana Weston-Webb e Filipe Toledo (Foto: Cait Miers/World Surf League via Getty Images).

A gaúcha assumiu a vice-liderança no ranking com seu segundo título em etapas do CT e a Seleção Brasileira segue favorita para a última etapa da Austrália, o Rip Curl Rottnest Search, que começa, no próximo domingo (16), em Rottnest Island.

"Foi um sentimento incrível. O evento foi difícil, mas bem divertido surfar tantas baterias boas com tantos surfistas bons.", disse Filipe Toledo

"Essa vitória é especial, porque eu prometi para minha esposa e para o meu filho, Koa, que eu ia vencer para levar esse troféu para ele de aniversário que está comemorando hoje (segunda-feira). A missão foi cumprida e amo muito vocês e a minha família toda. Feliz Dia das Mães para a minha mãe, minha esposa e para todas as mães. Sem vocês a gente não estaria aqui. Me sinto abençoado com essa vitória e só tenho que agradecer por ter tido essa oportunidade."

Brasileiros venceram todas as três etapas da "perna australiana 

O domínio absoluto começou com Ítalo Ferreira ganhando uma final verde-amarela com Gabriel Medina no Rip Curl Newcastle Cup, em Newcastle. 

Depois, Medina venceu a segunda, em Sidney, com Tatiana Weston-Webb sendo vice-campeã no Rip Curl Narrabeen Classic. Agora, deu dobradinha com Filipe e Tatiana conquistando os dois títulos do Boost Mobile Margaret River Pro.

"Eu nem consigo explicar essa sensação incrível que estou sentindo.", disse Tatiana Weston-Webb. "A Steph (Gilmore) é uma das melhores surfistas de todos os tempos que sempre admirei muito, então foi incrível enfrentá-la em uma final. Você não costuma surfar contra uma surfista sete vezes campeã mundial e estou muito grata por ter vencido, depois de terminar em segundo lugar no último evento (em Sidney)."

A gaúcha dominou a final contra Stephanie Gilmore desde a sua primeira onda, mas a decisão masculina começou com Jordy Smith na frente com nota 8,00 numa onda destruída pela força das suas manobras. 

Tags: surfe | filipe-toledo | WSL | tatiana-weston-webb