Canal
Esportes

Mercedes-Benz Stadium será higienizado com drones

Por: Redação. 5 de Outubro de 2020

O Mercedes-Benz Stadium de Atlanta achou um jeito inusitado de higienizar a sua área do público: drones. 

Com uma capacidade máxima de 75 mil pessoas, o espaço usado tradicionalmente pelo Atlanta Falcons e o Atlanta United FC decidiu apelar para a tecnologia como forma de reforçar seus protocolos de higienização – uma questão que se tornou vital no mundo tomado pela pandemia do Coronavírus.

O melhor do marketing esportivo está aqui.

Leia também: Volta de torcida aos estádios gera discordância no Brasil.

Previsto para ser implementado a partir do próximo dia 11 de outubro e na partida entre o Falcons e o Carolina Panthers na NFL, o novo esquema usará de drones D1, criados pela Lucid Drone Technologies especificamente para a tarefa a partir de bicos de pulverização – que devem espalhar componentes químicos não-tóxicos no local. 

De acordo com a administração do Mercedes-Benz Stadium, o protocolo é capaz de reduzir em até 95% o tempo de limpeza do espaço, que vai incluir divisões de vidro e os guidões laterais.

O vídeo abaixo mostra um pouco mais do funcionamento da tecnologia.

Caso não consiga visualizar clique aqui.

No anúncio, a organização diz que vai usar a princípio dois drones para fazer a cobertura de todo o estádio, mas a ESPN afirma que um terceiro será utilizado como retaguarda caso os dois primeiros deixem de fora uma área por acidente. 

Já a CNN relata que os drones serão mais um componente no imenso esquema de segurança sanitária desenvolvido pelo estádio, que implementará 600 desinfetantes de mão e vai limitar o número de assentos a uma quantidade ainda a ser divulgada – além da obrigatoriedade de máscaras faciais e distanciamento sociais requeridos pela Ambse, dona do Falcons e do estádio.

“O estádio é incrivelmente grande e conforme nós começamos a saudar os fãs de volta, estes drones irão nos permitir maximizar o tempo entre os jogos e os eventos privados para sanitização devida.” escreve Jackie Poulakos, gerente de operações do Mercedes-Benz Stadium, à CNN. 

 

Tags: Coronavírus | tecnologia | protocolos de segurança contra o Covid-19 | Mercedes-Benz Stadium | Covid-19 | Atlanta | higienização do Mercedes-Benz Stadium