Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Jovane Guissone conquista medalha de Prata na esgrima

Por: Redação.. 26 de Agosto de 2021

Talvez tenha sido da força da paternidade que Jovane Guissone tenha tirado o algo a mais que todo atleta tem de ter para conquistar uma medalha. Especialmente se ela for paralímpica. 

Antes de partir para a disputa dos Jogos de Tóquio, nesta quinta (26), o gaúcho de 38 anos recebeu um pedido difícil de recusar. “Pai, traz uma medalha? Lembra que em Londres tu me prometeu e trouxe?”. 

Quase 16 horas depois, poucos minutos após sair com a Prata da competição, abriu o fardamento de esgrima e mostrou a camisa por baixo com a foto do garoto que estava completando dez anos no mesmo dia posado com as duas irmãs gêmeas Alice e Cecília, de apenas três meses.

Jovane Guissone (Foto: Pedro Ramos/rededoesporte.gov.br).

"É pro Júnior, pra Alice e pra Cecília. Estou feliz, saindo daqui com o dever cumprido. Medalha é consequência. O que vale é o trabalho, o desempenho que eu coloquei na pista e Deus me abençoou.”, disse. 

“Eu saio com Prata com gostinho de Ouro, com certeza, porque fiz uma boa campanha. Para chegar aqui não foi fácil. Pandemia, lesão, muito trabalho. Esse ano Deus me abençoou com as gêmeas também.”, acrescentou Jovane Guissone, que foi Ouro na Capital inglesa em 2012. 

“A primeira pessoa que eu vou ligar vai ser a minha esposa. Quero ver minhas filhas, meu filho de aniversário e mostrar a medalha para eles. Estou com muita saudade, estava treinando em São Paulo e moro em Porto Alegre. Estou louco para ir para casa em vê-las.”, acrescentou, dizendo que não os vê há três semanas.

Porém, antes ainda tem um compromisso importantíssimo. Disputa o florete, na mesma categoria B que compete na espada, dos Jogos Paralímpicos

A ideia é levar mais uma medalha ‘para não ter briga em casa’. “Florete é a minha segunda arma, 80% do tempo eu treino espada, mas eu tô bem no florete, sou o sétimo no ranking mundial. Vou vir voando. Vamos ver, tudo pode acontecer. Vai que o Ouro vem no florete. Aí, o que eu vou explicar para meu treinador?”, brinca.

Tags: paralimpiadas | jovane-guissone | esgrima