Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Euro 2020: Clubes reagem a veto da Uefa

Por: Redação.. 24 de Junho de 2021

Clubes alemães reagiram ao veto da Uefa para iluminar a Allianz Arena com luzes arco-íris durante a partida entre Alemanha e Hungria pela Euro 2020, nesta quarta-feira, e vão exibir as cores da bandeira LGBT em seus estádios em gesto contra a homofobia.

A entidade europeia justificou que a proibição visa manter uma posição neutra em questões políticas, já que o pedido foi uma resposta à legislação aprovada na Hungria que proíbe escolas de usar materiais com referências à homossexualidade ou mudança de gênero. A Uefa ainda propôs datas alternativas para a ação.

Leia também: Uefa pede para jogadores não mexerem em itens dos patrocinadores.

Em comunicado, a entidade disse que "Racismo, homofobia, sexismo e todas as formas de discriminação são uma mancha em nossas sociedades - e representam um dos maiores problemas enfrentados pelo jogo hoje." e ressaltou que "O comportamento discriminatório prejudicou os próprios jogos e o esporte que amamos."

No entanto, alegou que teria de recusar o pedido, feito na segunda-feira (21), pelo prefeito de Munique, "dado o contexto político".

"A Uefa, por meio dos seus estatutos, é uma organização política e religiosamente neutra. Dado o contexto político deste pedido específico - uma mensagem que visa uma decisão tomada pelo parlamento nacional húngaro - a Uefa deve recusar este pedido.", disse.

Logo após o anúncio da decisão, clubes alemães se posicionaram em prol da diversidade e afirmaram que vão iluminar seus estádios durante a partida entre Alemanha e Hungria. 

Equipes como Wolfsburg e Colônia publicaram em suas redes que vão exibir as cores da bandeira LGBT em seus estádios.

O perfil oficial do estádio Olímpico de Berlim, onde joga a equipe do Hertha Berlim, também se manifestou: "Quando se trata de tolerância e direitos humanos, estaremos presentes - amanhã, a partir das 21h".

Na segunda-feira, a Federação Alemão de Futebol anunciou que concordava com a iluminação do estádio de Munique com as cores do arco-íris durante a Eurocopa, mas não necessariamente no dia da partida contra a Hungria.

A federação confirmou também que a Uefa autorizou o capitão da Seleção alemã, o goleiro Manuel Neuer, a usar uma braçadeira arco-íris em homenagem ao movimento LGBTQIA+. 

A entidade europeia informou que não tinha razão para punir a Alemanha "Considerando que o gesto promove uma boa causa".

 Foto: Divulgação.

Tags: futebol | esporte | uefa | lgbt | melhores-da-semana | homofobia | allianz-arena