Canal
Esportes

Coca-Cola não renovará com MLB

Por: Redação. 15 de Junho de 2020

A Coca-Cola decidiu não renovar o patrocínio à Major League Baseball (MLB) que expirará no final de 2020. 

De acordo com o Sports Business Journal (SBJ), a resolução foi tomada pela multinacional de refrigerantes por conta de "Preocupações orçamentárias", em uma consequência direta da pandemia do Covid-19.

O melhor do marketing esportivo está aqui.

Leia também: Coca-Cola cria plataforma para ajudar pequenos varejistas.

O relacionamento entre marca e Liga teve início em 2017, quando a Coca-Cola desbancou a concorrente Pepsi como patrocinadora oficial de bebidas da MLB

Agora, com a indefinição do que vai acontecer na atual temporada (que não chegou sequer a começar) e com a incerteza econômica gerada pela pandemia em especial nos orçamentos de marketing das grandes companhias, a empresa optou por não renovar o vínculo.

Segundo o SBJ, a propriedade de bebidas deverá ficar vaga em 2021, uma vez que as outras empresas do ramo também não deverão querer gastar com isso por enquanto. 

Ainda de acordo com a publicação, a Coca-Cola também possui acordos com diversas franquias que disputam a MLB. A princípio, esses contratos não serão encerrados.

A perda da Coca-Cola não é o único grande problema enfrentado pela Liga Americana de Beisebol no momento. O principal drama é o que fazer para iniciar a atual temporada, que era para ter começado em 26 de março, e, assim, ter um prejuízo financeiro um pouco menor. 

Para se ter uma ideia, mesmo que comece, a temporada será com portões fechados. Um estudo da própria MLB prevê um prejuízo de US$ 640 mil por jogo sem público em 2020.

Nos bastidores, a questão dos salários dos atletas também tem sido difícil de ser contornada. A MLB fez uma última proposta em que os jogadores ganhariam 75% de seus salários, mas com apenas 50% garantidos. Isso porque os outros 25% estariam vinculados à chegada aos playoffs, que, obviamente, não seria o caso de todos os atletas.

No total, a MLB fala em um valor próximo a US$ 1,43 bilhão em remuneração total. A proposta, porém, fica na metade do caminho dos US$ 2,8 bilhões exigidos pela Associação de Jogadores da Major League Baseball (MLBPA), que já seriam um valor 30% menor do que os US$ 4 bilhões originais. 

 

Tags: coca-cola | Coronavírus | Covid-19 | marketing esportivo | isolamento social | MLB