Canal
Esportes

Clubes do futebol europeu se unem à Fifa para criar Liga continental

Por: Redação. 23 de Outubro de 2020

Alguns dos maiores clubes de futebol da Europa, incluindo os ingleses Liverpool e Manchester United se uniram à Fifa para apoiar um projeto de Liga continental. 

O custo da viabilização do torneio em seu lançamento custaria o equivalente a 4,6 bilhões de libras – ou algo em torno de R$ 35 bilhões.

O melhor do marketing esportivo está aqui.

Leia também: Fifa aumenta prêmio e quer nova modalidade com Fifa 21.

Segundo a Sky Sports, Arsenal, Chelsea, Manchester City e Tottenham também podem se juntar ao projeto de financiamento da Liga. Com isso, o torneio da Fifa já teria participação do chamado big six do futebol inglês, que corresponde ao grupo dos seis clubes mais poderosos do país.

De acordo com o Sky Sports, a ideia é ter 18 times no campeonato, que seria substituto da temporada europeia regular – ou seja, no lugar da Liga dos Campeões e da Liga Europa. Isso colocaria, claro, tanto a Fifa quanto os clubes envolvidos em uma enorme briga com a Uefa, atual responsável pelas competições europeias.

O desejo da Fifa de se envolver com os clubes não é exatamente algo novo. Desde que criou o seu mundial de clubes oficial, em 2000, a maior entidade futebolística do mundo tenta se aproximar deles. 

Hoje, há inclusive a possibilidade de remodelação do mundial de clubes para incluir mais times de cada continente, a fim de fazer a competição mais atrativa para os clubes europeus, que costumam não dar a mesma atenção que o resto do mundo.

Com o pesado calendário futebolístico mundial – o brasileiro ainda é bem mais cheio que os europeus, mas estes também apresentam muitos problemas –, é bastante difícil imaginar uma nova competição entrando no planejamento dos clubes sem que, antes, algo seja removido. Tanto a Fifa quanto a Uefa se recusaram a comentar a notícia.

Um ponto importante da matéria do Sky Sports diz ainda que apenas cinco clubes ingleses teriam vaga, já que entre os 18 times selecionados, haverá representantes de vários países da Europa. 

O apoio dos ingleses é importante, mas é difícil imaginar o sucesso do projeto sem que outros gigantes também apoiem a iniciativa.

Sobre isso, a matéria aponta que Juventus, Bayern e o Paris Saint-Germain já foram abordados e que Florentino Perez, presidente do Real Madrid, também tem movido esforços para viabilizar o projeto.

Tags: marketing esportivo | Fifa | news-esportes | campeonato de futebol