Canal
Esportes

CBF cede transmissão de amistosos a patrocinadores

Por: Maquina do esporte 1 de Junho de 2017

Os dois próximos amistosos da seleção brasileira terão modos pouco usuais de serem assistidos pelos torcedores. Sem a Globo, a CBF comprou espaço na TV Brasil para exibir as partidas, além de negociar com Band e Facebook para ter outras mídias.

Mas pelo menos dois parceiros têm garantida a transmissão: Vivo e Itaú. Segundo apurou a Máquina do Esporte, os dois patrocinadores da seleção já fecharam com a CBF para terem a exibição das partidas em seus canais oficias. A Vivo fará a transmissão dos jogos para celulares, enquanto o Itaú exibirá os duelos em seu site ou em suas redes sociais.

O contrato da CBF com a Globo para a transmissão dos amistosos da seleção brasileira foi expirado no fim de 2016, e as duas partes não chegaram a um acordo para a atual temporada. Com essa situação, as partidas contra Argentina e Austrália, que serão realizadas em Melbourne, terão as imagens produzidas pela própria confederação.

Para fazer a transmissão, a CBF terá uma equipe no Brasil e na Austrália. A narração, por exemplo, ficará a cargo de Nivaldo Prieto, e Pelé já foi confirmado como um dos comentaristas dos jogos amistosos.

Além das plataformas da Vivo e do Itaú, o jogo estará garantido em televisão aberta graças à TV Brasil. Neste caso, no entanto, a CBF não poderá lucrar com patrocinadores, já que a emissora pública não permite publicidade.

No caso do Facebook, a rede social está no mercado para conseguir empresas interessadas em fazer propagandas durante a partida. O plano comercial da empresa, autorizado pela CBF, pede R$ 2,3 milhões pela cota nos dois amistosos. Dessa quantia, R$ 1,8 milhão iriam para a companhia online, enquanto a confederação ficaria com R$ 500 mil.

Para que o Facebook feche o negócio e tenha a partida, serão necessárias as vendas de pelo menos duas contas de publicidade. A marca pode ter as partidas exibidas em sua página na rede social; a única regra é que o anunciante não seja concorrente direto de um dos patrocinadores da CBF.

Essa não será a primeira vez que a seleção jogará um amistoso sem a Globo. No início deste ano, Brasil e Colômbia já se enfrentaram nessa situação. Na época, a CBF preferiu abrir o sinal para todas as emissoras interessadas na transmissão da partida. Os valores de publicidade foram doados à Chapecoense.

Tags: Futebol | Evento Convenção | Serviços | Telefonia/Internet/Tecnologia