Canal
Esportes

Brasil Ride é considerada a 'Woodstock' do pedal

Por: Assessoria. 22 de Outubro de 2015

Para muitas pessoas envolvidas na Brasil Ride, a principal competição de MTB das Américas é o 'Woodstock dos bikers'. Se o lendário festival da década de 1960 foi anunciado nos Estados Unidos como "três dias de paz e música", na Chapada Diamantina, na Bahia, são sete dias de paz e esporte.

As semelhanças estão no clima de confraternização, nos acampamentos ao ar livre e na vontade de viver uma experiência única no pedal. Não por acaso, o slogan do evento é "mais que uma prova, uma etapa em sua vida".

Fotos: Divulgação.

Somado a essa atmosfera estão as paisagens da Chapada Diamantina. Encravada no coração do estado da Bahia, reúne variados atrativos naturais e culturais. "A vasta Mata Atlântica, campos floridos e planícies de um verde sem fim dividem a paisagem com toques de caatinga e cerrado. Imensos paredões, desfiladeiros, cânions, grutas, cavernas, rios e cachoeiras completam o cenário de rara beleza da Chapada Diamantina", descreve o site oficial da Bahia (bahia.com.br).

A riqueza histórica da região também é singular. Inicialmente habitada pelos índios Maracás, a descoberta de jazidas e minérios, a partir de 1710, quando foi encontrado ouro próximo ao Rio de Contas Pequeno, trouxe os bandeirantes e exploradores.

A partir de 1844, a colonização foi impulsionada pela descoberta de diamantes nos arredores do Rio Mucugê. Com a riqueza vieram os comerciantes, colonos, jesuítas e estrangeiros que se espalharam pelas vilas. Com o esgotamento da exploração mineral, a atividade agropecuária e o artesanato se desenvolveram.

A Brasil Ride é disputada entre as cidades de Mucugê e Rio de Contas, cidades tombadas como patrimônio nacional pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Para os bikers que passam uma semana na Chapada Diamantina é uma oportunidade única de conhecer um pouco da história colonial do Brasil, além de conhecer a natureza singular nessa região da Bahia, rica em diversidade de fauna e flora, com mais de 50 tipos de orquídeas, bromélias e trepadeiras, além de espécies animais raras, como o tamanduá-bandeira, tatu-canastra, porco-espinho, capivaras e inúmeros tipos de pássaros.

Para os atletas do Exterior, o cenário da Chapada Diamantina é dos sonhos. "Eu nunca estive nessa parte do Brasil antes e estou animada para ver os todos os cenários, as paisagens, e aproveitar a corrida.", disse atleta Nathalie Schneitter, que representou a Suíça na Olimpíada de Pequim, em 2008, assim que desembarcou na Bahia.

Não por acaso, a Brasil Ride traz a reboque toda a riqueza dessa região da Bahia através do olhar de alguns dos melhores fotógrafos brasileiros, acompanhados pelo alemão Armin Küstenbrück, uma das referências mundiais da fotografia no Montain Bike.


 

Tags: