Canal
Esportes

Clubes espanhóis investem em cidades esportivas

Por: Redação. 28 de Março de 2020

As equipes de futebol costumam se preparar para suas respectivas partidas nos centros de treinamento. Ao longo dos anos, essas instalações foram transformadas em autênticos complexos esportivos, com estrutura de primeira linha, para que os jogadores tenham todo tipo de conforto - as categorias inferiores sempre foram importantes para os clubes, mas nem sempre tiveram a melhor infraestrutura e instalações para treinar. 

O novo conceito de "cidade esportiva" proposto pelos clubes espanhóis, sem dúvida, confere um papel relevante à equipe de jovens em seu projeto, na formação de atletas à equipe principal. 

Em muitas ocasiões, pode ser mais bem-sucedido investir em novas instalações ou reformar as existentes, do que contratar um jogador de outro time. 

O fato de ter uma cidade esportiva de primeira classe pode tornar as sessões de treinamento mais eficientes, e, por sua vez, tornar o jogador mais confortável no clube; além dos benefícios que uma base poderosa pode oferecer no futuro. 

Agora, os planos de muitas equipes da LaLiga passam por objetivos de longo prazo, em termos de cidades esportivas, seja construindo uma nova a partir do zero, reformando as existentes ou ampliando o complexo esportivo que já possuem. 

Tais projetos não se limitam apenas a melhorar o nível competitivo e os resultados da equipe principal, que são muito importantes para o futuro da entidade, mas também visam melhorar o clube em geral, com o foco em fortalecer a base, para torná-la uma das mais poderosas do futebol espanhol

RC Celta, Levante UD e Real Valladolid são bons exemplos de clubes que já iniciaram seus ambiciosos projetos de transformação, para ter instalações esportivas de ponta. 

Eles conversam com a LaLiga para expor seu modelo de crescimento e o que seus fãs podem esperar deles nos próximos anos. 

Localização estratégica marcará a nova cidade esportiva de RC Celta 

"É hora de reforçar o modelo de crescimento esportivo baseado nas categorias de base. Dentro do modelo esportivo que estabelecemos, é extremamente importante criar uma identidade adequada para o time de jovens e nutrir o time profissional de jogadores, transformando-os em atletas de referência na equipe.", afirma Carlos Cao, diretor da área de negócios do RC Celta, sobre o projeto esportivo do clube. 

Para executar este plano, é essencial "Ter novas instalações dimensionadas para a capacidade de produção de nossa base e para a qualidade e potencial que demonstrou nos últimos anos."

O projeto da nova cidade esportiva do município de Mos contempla um estádio para 4.000 espectadores, além de oito campos de futebol, visando "Ter instalações de última geração, e as mais recentes, comparadas às melhores do nível nacional em termos de equipamento, com a mais recente tecnologia." 

A nova cidade esportiva do Real Clube de Celta de Vigo, que já está em andamento, pretende ser diferente devido à sua localização estratégica, onde possa ter além do futebol, "Outros esportes, lazer esportivo e não esportivo, atividades na natureza, shows e festivais de música, projetos importantes como o que já existe na Universidade do Esporte, com diplomas próprios e outros vinculados à Universidade de Vigo, ou a criação de um ecossistema vinculado a startups de tecnologia no ambiente esportivo." 

Real Valladolid baseia seu projeto no envolvimento com a sociedade 

O Real Valladolid quer expandir suas instalações atuais com a construção de uma nova cidade esportiva em outra área de Valladolid, no bairro de Pinar de Jalón. 

Este novo complexo esportivo será dedicado exclusivamente ao futebol de base, para ambos os sexos, e a cidade esportiva já existente - ao lado do Estádio José Zorilla - também aumentará de tamanho e terá suas instalações modernizadas. 

"O desafio do novo presidente (Ronaldo Nazário) e de sua equipe, é apostar firmemente na base como o melhor recurso para progredir tanto esportiva quanto socialmente e financeiramente. A intenção é criar uma estrutura eficaz o suficiente para que todos os anos jovens jogadores treinados em nossa academia estejam dispostos a reforçar a equipe profissional.", explica David Espinar, diretor do gabinete presidencial do Real Valladolid. 

A nova cidade esportiva, com seus dois locais, anexos e Pinar de Jalón, terá 14 campos de futebol e tentará, segundo Espinar, "revolucionar o conceito atual, oferecendo à cidade instalações modernas e funcionais, além de um campo público - que pode ser usado por qualquer pessoa que queira jogar futebol. É mais uma fórmula para envolver o clube na sociedade e vice-versa". 

A natureza social e íntima do Levante UD 

O Levante UD tem objetivos gerais bem definidos, sobre o que quer que sua nova cidade esportiva represente. Ter instalações de primeira classe, impulsionando a categoria de base, contribuindo positivamente para a melhoria do bairro de Nazaré, sendo uma instalação de referência em aspectos educacionais que complementam o treinamento dos jogadores, e incorporando e assumindo o conceito de sustentabilidade ambiental. Essas são as bases de um projeto que, como afirma o diretor de comunicação do clube Alberto Gil, "marcará um antes e um depois" para a entidade granota

A nova cidade esportiva é um dos projetos que marca a estratégia do clube de se estabelecer na elite, pelos próximos anos, com instalações de primeira classe. 

Ela se estabelecerá no lugar do antigo Club Deportivo Benimar, na área portuária adjacente ao bairro de Nazaré, que está ligada às origens da entidade Levantina. "É necessário destacar a influência positiva que ela terá - no bairro de Nazaré - em termos de imagem, impacto econômico no comércio próximo, valorização do meio ambiente e ação social da Fundação LUD". 

Uma das principais vantagens da nova cidade esportiva é sua proximidade - a atual, localizada em Buñol, a 44 quilômetros de Valência, a torna menos competitiva, como explica Alberto Gil. 

O novo complexo esportivo terá 7 campos de futebol, uma residência de três andares para o time principal, uma sala de lazer, uma sala de jantar e espaço para as equipes feminina e juvenil. "A base será um dos grandes beneficiários e o salto de qualidade que será necessário será enorme. Poderemos competir com qualquer outra base na Espanha." 

Outros clubes da LaLiga com projetos em andamento 

Os projetos em andamento de RC Celta, Levante UD e Real Valladolid são alguns dos mais ambiciosos, mas também existem outros clubes da LaLiga que estão investindo em novas cidades esportivas: como SD Eibar e Real Betis, na melhoria de instalações; e Athletic Club, em criar outro espaço para a base, como o Atlético de Madrid. Mas, é importante ressaltar que isso não ocorre apenas na categoria mais alta do futebol espanhol, com clubes da LaLiga SmartBank, como Málaga CF, UD Las Palmas e CD Tenerife, também trabalhando para construir melhores instalações para seus times. 

O crescimento da LaLiga nos últimos anos levou as equipes do campeonato a obter maiores rendimentos. Esse fato motivou muitos clubes a pensar a longo prazo e a investir para garantir um futuro de crescimento esportivo e institucional que os garanta a permanecer na elite do futebol por muitos anos. 
 

Tags: marketing-esportivo | laliga