Canal
Entretenimento

França elimina distanciamento social para eventos menores

Por: Redação com informações do Event Industry News. 29 de Agosto de 2020

Os concertos fechados agora podem acontecer sem distanciamento social, desde que haja menos de 5.000 pessoas presentes, disse o primeiro-ministro francês no dia 26 de agosto.

Dois dias depois de anunciar que grandes eventos (ou seja, aqueles com mais de 5.000 participantes) continuariam a ser proibidos até novembro, Jean Castex anunciou que as máscaras agora são obrigatórias em todos os locais de entretenimento indoor, como teatros e cinemas - mas isso na maior parte da França, a exigência de distanciamento social foi removida.

O melhor do entretenimento está aqui.

Leia também: Paris Plages terá cinema drive-in para barcos.

A única exceção são os departamentos - as chamadas "Zonas Vermelhas" - onde novos casos de Covid-19 estão aumentando rapidamente, como Paris, Lyon, Bouches-du-Rhône em Marselha e Gironde em Bordeux.

“Eu digo aos franceses, vão ao cinema, vão ao teatro - vocês não arrisca nada.”, disse Castex, relata o Le Monde.

As novas medidas foram confirmadas pela ministra da Cultura francesa, Roselyne Bachelot, que tuitou sobre a “Eliminação do distanciamento e do uso contínuo de máscara, exceto nas Zonas Vermelhas.

A França é o primeiro grande mercado de música ao vivo a encorajar o retorno do entretenimento ao vivo sem distanciamento social.

Em países como o Reino Unido, Bélgica e Holanda, os profissionais de música ao vivo locais estão pressionando por uma data em que os shows podem retornar sem lugares vazios.

No entanto, além de afrouxar as restrições, Castex alertou para torná-las mais rígidas em outros lugares, afirmando que mesmo eventos com menos de 5.000 pessoas não poderão mais acontecer nas Zonas Vermelhas se a situação se agravar.

 

 

Tags: entretenimento | eventos | Coronavírus | Covid-19 | live marketing | distanciamento social | eventos na França | eventos com distanciamento social