Canal
Entretenimento

Escolas de samba de SP querem adiar Carnaval para maio

Por: Redação. 22 de Julho de 2020

A Liga das Escolas de Samba de São Paulo vai propor à prefeitura uma nova data em maio ou julho para a realização do Carnaval 2021. 

O presidente da Liga, Sidnei Carriuolo, se reuniu na segunda-feira (20) com os representantes das escolas de samba do Grupo Especial e de Acesso para definir a data do adiamento devido a pandemia de Coronavírus.

O melhor do entretenimento está aqui.

Leia também: São Paulo cancela Réveillon na Avenida Paulista devido à pandemia.

No entanto, caso a Prefeitura de São Paulo não aceite a proposta, o Carnaval do ano que vem pode ser cancelado.

"Ou cancelamos ou adiamos, mas uma coisa é certa: as autoridades estão cancelando e dependemos deles. Não vamos contra o clamor público, vivemos de aglomeração, como vamos resolver? Vamos propor uma nova data, ver se a prefeitura aceita ou faremos o cancelamento definitivo.", afirmou.

De acordo com Sidnei, a decisão precisa ser tomada agora para as escolas se prepararem a tempo de garantir o desfile. Mas, mesmo assim, o público pode esperar um carnaval diferente de anos anteriores, caso ele aconteça.

"Carnaval nos mesmos moldes de costume é impossível, já pensamos em adaptações. O que toma muito tempo e suporte financeiro é o preparo de fantasia e alegoria.", afirmou.

O prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou que o Carnaval de Rua leva menos tempo para ser organizado e que tem conversado com as escolas de samba sobre o adiamento dos desfiles.

"Nós continuamos a dialogar com as escolas de samba, que são também as organizadoras do evento, com outras cidades no Brasil, para tentar tomar uma decisão conjunta com relação à possibilidade de adiamento e qual seria a nova data da realização do Carnaval. Na nossa cidade, nós temos também o Carnaval de Rua, que requer uma organização em um prazo menor do que o Carnaval no sambódromo. Em torno de dois ou três meses a gente consegue organizar o Carnaval de Rua. Mas, para a realização do Carnaval no sambódromo, é necessário pelo menos seis meses entre a preparação dos carros alegóricos e os ensaios que as escolas fazem.", disse o prefeito.

 

Foto: Nelson Almeida/AFP.

Tags: São Paulo | evento | entretenimento | melhores-da-semana | Coronavírus | Covid-19 | live marketing | isolamento social | Carnaval 2021 | Liga das Escolas de Samba de São Paulo | distanciamentos social