Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Coca-Cola patrocina primeira edição do Festival Afropunk no Brasil

Por: Redação.. 25 de Novembro de 2021

A Coca-Cola é patrocinadora da primeira edição do festival internacional Afropunk em terras brasileiras. Nascido nos Estados Unidos, mais especificamente no bairro do Brooklin da cidade Nova Iorque, o festival tem como objetivo disseminar a potência musical, política e poética preta. 

Neste ano, o evento acontecerá no dia 27 de novembro, e será transmitido virtualmente direto do Centro de Convenções da Capital baiana, Salvador.

Leia também: Inauguração da Árvore de Natal da Coca-Cola celebra o reencontro.

Apresentado por Larissa Luz, o festival traz em sua edição de estreia o rapper Mano Brown juntamente com a Duquesa, Luedji Luna, que dividirá o palco com Duo Yoún; a cantora Margareth Menezes ao lado de Malía, e Tássia Reis com o grupo Ilê Ayê. Por fim, o cantor Urias, que cantará acompanhada da banda Virus. 

Como parte da ação, as tradicionais garrafas da marca serão transformadas em uma embalagem especial de celebração do amor preto, conectadas com alguns dos principais nomes da música preta brasileira, em edição especial super limitada a influenciadores e colaboradores da Coca-Cola. Com seis versões diferentes, as embalagens trazem consigo histórias de autocuidado, resistência, ancestralidade, além da celebração da cultura e revolução do amor preto.

“A Coca-Cola é uma marca que sempre pensou nas embalagens como um agente transmissor de mensagens positivas para a sociedade, de paz, de otimismo e felicidade, por exemplo. Por isso, a ideia de criar uma garrafa de amor preto, reforçando o inspiracional por meio da resistência foi a maneira mais autêntica e assertiva que encontramos para nos conectar com um festival tão grandioso como o Afropunk.”, declara Débora Mattos, chefe do gabinete da Presidência da Coca-Cola América Latina. 

“Além disso, vemos como muito importante a promoção da diversidade, equidade e inclusão através das marcas e temos trabalhado muito nisso internamente. Essa parceria com o festival é algo muito importante para nós.”, completa.

Além do patrocínio ao festival, outras ações internas estão acontecendo paralelamente para celebrar a Consciência Negra. A jornada proposta passa por convite à ancestralidade, conhecimento e resgate das memórias, celebração e projeção para o futuro. 

Como ponto de contato direto com os colaboradores, uma série de eventos para todos os membros da Coca-Cola América Latina serão promovidos com profissionais e personalidades que possuem relevância nos assuntos.

A campanha “Amar É Revolucionário” foi criada pela Wunderman Thompson Brasil e Coca-Cola, com o intuito de celebrar as potências negras em todas as suas vertentes. 

A embalagem de Luedji Luna ressalta a humanização e o amor materno preto. Já a garrafa de Ilê Aiyê vai homenagear o amor preto pelas raízes africanas em uma combinação com a estampa de Tássia Reis, que relembra o amor preto ancestral e a valorização de famílias provindas da diáspora negra.

Unindo-se diretamente à temática cultural do festival, Maurício Sacramento, idealizador da Batekoo, uma das festas negra e LGBTQIAP+ e urbana mais relevantes da atualidade, enfatiza o amor preto pela cultura preta. 

A cantora Majur estampa a embalagem que celebra o amor preto romântico e toda a sua importância. Para completar o time de peso, a figura de Larissa Luz traz a mensagem de amor próprio.

 

Tags: live-marketing | evento | coca-cola | cultura-negra | musica | festival-afropunk