Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Bahia cancela Carnaval em 2022

Por: Antonio Cervi. 27 de Dezembro de 2021

O governador Rui Costa declarou ontem que a Bahia não terá Carnaval no ano que vem.

Anteriormente, ele tinha afirmado em uma inauguração no Hospital Geral Roberto Santos, em Salvador que "ficou impossível" de a festa acontecer.

Ele disse que, como se não bastassem as mortes causadas pela Covid-19, o estado também enfrenta os óbitos pelo Influenza, o que fez o nível de alerta das autoridades aumentar. As duas mortes ocorreram em Salvador, que passa pelo surto de gripe.

Bloco Afoxé Filhos de Gandhy desfilando no centro histórico de Salvador. Foto: Agência Brasil

A prefeitura de Salvador ainda não emitiu seu posicionamento oficial, mas o governador declarou ainda que provavelmente se reunirá com prefeituras de municípios baianos que planejam realizar a folia para oferecer outras escolhas, como a oportunidade de promover ações de Carnaval diferentes, com restrição de público e acesso liberado apenas com a apresentação de comprovante de vacina contra Covid-19.

"A decisão está tomada: não haverá Carnaval na Bahia em fevereiro de 2022. Hoje temos 2,4 milhões de baianos com a vacina contra a Covid em atraso. Além disso, estamos lidando com uma epidemia de gripe, que tem sobrecarregado o sistema de saúde. Precisamos ter responsabilidade com a saúde e a vida das pessoas. Realizar o Carnaval no modelo tradicional, como uma festa em larga escala, se mostra inviável. Mais pra frente, avaliaremos o que pode ser feito e em que condições", afirmou em seu perfil em uma rede social.

Segundo Rui, que nesta semana também assinou a prorrogação da liberação de eventos com 5 mil pessoas, o limite determinado já exige cuidados, principalmente com o surto de gripe pelo qual a cidade passa.

"Festas com 5 mil pessoas já pode ser um risco, imagine um carnaval com 3 milhões de pessoas. Precisamos ter cautela. Vamos devagar que o santo é de barro", completou.

Ele acrescentou que promover uma festa com grandes aglomerações agora seria como "jogar fora todo esforço que foi feito" para diminuir os casos de coronavírus no estado e poria em risco a vida da população.

"Comerciantes fizeram esforços, trabalhadores fizeram esforços, profissionais de saúde trabalharam loucamente durante esse período, todo mundo exausto. Perdemos muita gente e não queremos voltar a perder tanta gente", concluiu.

Rui Costa também reforçou que diversos países da Europa fecharam suas fronteiras, suspenderam as aulas e restringiram a circulação de pessoas, de forma geral.

"Todo o mundo está com medidas mais rigorosas. Nós aqui já temos riscos suficientes, não vamos correr mais um", finalizou.

Tags: carnaval | cancelamento-carnaval-de-rua | Blocos | Bahia | nordeste