Canal
Digital

YouTube muda regras de monetização de conteúdo

Por: Assessoria 7 de Abril de 2017

O YouTube anunciou uma grande mudança no seu modelo de remuneração nesta quinta-feira, 6 de abril. A partir de agora, os criadores precisam alcançar 10 mil visualizações em um canal antes de poder vincular anúncios a seu conteúdo.

“Este novo limite nos dá informação suficiente para determinar o valor de um canal. Isso também nos permite confirmar se um canal está seguindo nossas diretrizes e políticas e anúncios. Ao estipular o limite de 10 mil visualizações, também garantimos que o impacto será mínimo em aspirantes à produtores de conteúdo”, disse Ariel Bardin, VP de produto do YouTube, em post da plataforma.

O programa de parceria com criadores foi criado em 2007 como uma forma de remunerar produtores de contéudo populares no YouTube. Em 2012, o recurso foi aberto a todos os criadores.  “Quando um produtor de conteúdo alcançar 10 mil visualizações em seu canal, vamos avaliar sua atividade em relação às nossas diretrizes: se tudo estiver ok, seu canal será nosso parceiro e poderá ter publicidade vinculada. Com esse recurso, vamos garantir que a receita vá somente para pessoas que estão jogando conforme as regras”, disse Ariel no comunicado. 

A mudança acontece em um momento em que o Google sofre pressões de anunciantes por ter veiculado anúncios junto a canais com discursos de ódio e incitações à violência. Desde então, a empresa tem buscado alternativas para dar mais controle às marcas, no sentido de fazer com que elas saibam onde seus anúncios aparecem.

Além disso, medida é uma resposta a vídeos populares que são colocados várias vezes na plataforma por terceiros, e sem direitos autorais, com o único intuito de gerar visualizações.

Tags: Atletas | Telefonia/Internet/Tecnologia