Canal
Digital

Verbas para o Google e o Facebook em alta

Por: Redação 19 de Março de 2016

Segundo estudo publicado pela RBC Capital Markets, em parceria com o Ad Age, 57% de anunciantes e agências estão alocando 20% ou mais de seus orçamentos para publicidade digital.

Incluindo 23% que destinam mais da metade de seus investimentos para o digital. De acordo com a pesquisa, 2% disseram que pretendem diminuir seus gastos em digital, enquanto 82% planejam investir mais.

Os entrevistados reforçaram acreditar que o Google fornece o melhor ROI, seguido do Facebook, YouTube, Twitter, LinkedIn, Yahoo e AOL. O Twitter foi a única plataforma na qual os participantes perceberam uma diminuição do ROI em comparação ao levantamento anterior, realizado em setembro de 2015.

Já 62% dos entrevistados afirmaram que planejam aumentar o investimento no Facebook no próximo ano, em comparação a 54% para o Google, 48% para o YouTube e 32% para o Twitter. Outros entrevistados pretendem cortar os gastos destinados às plataformas: 9% dos entrevistados no Facebook, 10% no Google, de 8% no YouTube e 23% no Twitter.

"A inclinação geral de intenções permanecem positivas, com uma percentagem maior de anunciantes e agências buscando aumentar o investimento em publicidade no Twitter. Mas, visto como um todo, vemos estes resultados como claramente negativos para o Twitter, e talvez o dado mais negativo desta pesquisa", aponta a RBC.

Um porta-voz do Twitter não quis comentar o estudo. Questionados sobre as plataformas emergentes em que eles poderiam investir no futuro, os entrevistados citaram Instagram (71%), Snapchat (45%), Pinterest (42%), Spotify (34%), Pandora (27%), Hulu (27%) , Google+ (18%), Tumblr (16%), Reddit (15%) e StumbleUpon (5%).

A RBC entrevistou cerca de dois mil profissionais de publicidade para o estudo. Destes, 24% são anunciante ou cliente, 36% trabalham para uma agência, 10% são consultores de marketing, 13% trabalham para uma empresa de mídia, 7% são de uma empresa de serviço de marketing e 8% estavam em outras companhias.

Tags: