Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

TikTok remove milhões de vídeos que violam sua política de conteúdo

Por: Redação.. 14 de Outubro de 2021

Apesar de ser uma rede social bastante "jovem", o TikTok esteve em janeiro deste ano entre as primeiras posições no ranking das redes sociais com maior número de usuários mensais ativos em todo o mundo.

Assim, o número estimado de usuários ativos mensais dessa rede social ao final de 2020 era de 1.135 milhões em todo o mundo e a expectativa é de que continue em trajetória ascendente.

Leia também: TikTok fecha parceria com a Liga Brasileira de Free Fire.

A plataforma de vídeos curtos, em sua luta para erradicar o conteúdo de ódio, intimidação e assédio dentro do TikTok, eliminou entre abril e junho deste ano, 81.518.334 vídeos em todo o mundo.

Por meio do Relatório de Conformidade com as Normas Comunitárias, o TikTok detalhou que esse volume de conteúdo foi eliminado antes de qualquer visualização.

Especificamente, 90,3% dos vídeos curtos com nudez e atividades sexuais adultas foram eliminados de forma proativa; 73,3% do conteúdo de assédio e intimidação; 97,1% do conteúdo associado a atividades ilegais e bens regulamentados; 88,3% de integridade e autenticidade; 97,6% dos que atacaram a segurança de menores; 94,9% do conteúdo violento e gráfico foram excluídos; e 89,4% de extremismo violento.

Entre os critérios de sua política, o TikTok lembrou que “Nudez, conteúdo sexualmente explícito e pornografia não são permitidos”; assegurou também a intolerância a “Que os membros da nossa comunidade sejam humilhados, intimidados ou assediados”; e reiterou que a rede "Rejeita todos os tipos de comportamento odioso, incluindo discurso de ódio e ideologias motivadas pelo ódio."

Também endossou seu compromisso de "Não permitir atividades criminosas ou a promoção ou comércio de drogas, tabaco, álcool e outras substâncias ou bens regulamentados".

Em seu relatório, ele também assegurou que "Conteúdo enganoso ou contas ou roubo de identidade não são permitidos"; a “Proteção de menores”; e ele falou contra qualquer "Expressão de violência".

Em maio, a rede social aderiu à Coalizão de Tecnologia (organização que trabalha para proteger menores da exploração e abuso sexual na internet), com o objetivo de aprofundar uma abordagem de intervenção baseada em evidências.

Além dessas ações citadas, o TikTok tomou medidas para promover experiências adequadas à idade e limitar a experiência total da rede social para pessoas com 13 anos de idade ou mais.

Para fornecer a seu usuário uma rede social segura, o TikTok também adicionou funcionalidades para excluir ou relatar vários comentários de uma vez, e contas que postam comentários que podem ser assediadores ou outros comentários negativos também podem ser bloqueados em massa, até 100 de uma vez.

Além disso, a plataforma também lançou várias campanhas com o objetivo de preparar as pessoas para serem mais gentis e rejeitarem o ódio.

Tags: digital | rede-social | tiktok