Canal
Digital

Marketing digital não pode ficar refém de regras e ferramentas

Por: Ana Paula Bachiega - Diretora de Atendimento da Agência Incomum. 11 de Maio de 2020

Estratégia é a base de um bom trabalho de comunicação, seja on ou off-line. E por que acredito nisso? 

Em um cenário em que o mundo digital se destaca, faço parte de uma agência que nunca optou por ter um braço digital. Atuamos a partir da ótica da comunicação estratégica. É dessa forma que alinhamos o posicionamento da marca do cliente.

Nesse momento de pandemia, em que muitas rotas de negócios estão sendo ajustadas, a comunicação digital precisa de serenidade e olhar estratégico. Mas vejo que do dia para noite surgem inúmeros especialistas e soluções em 30 minutos. 

Muitos se valem do mágico mundo das ferramentas e automatização dos processos, que é ótimo, mas em situações de crise, soluções rápidas e fórmulas prontas nem sempre funcionam. Não podemos ficar refém de regras, pois tudo que uma marca comunica ao mercado vai voltar para ela mesma.  

É responsabilidade de uma empresa de comunicação estratégica orientar o cliente, auxiliar na compreensão dos seus objetivos e apresentar o canal digital em que poderá obter mais resultados. 

Nesse processo é importante considerar tantas métricas relevantes que é natural que nem todo empresário consiga se atualizar das oportunidades em aberto para o seu negócio.

A origem de qualquer ação digital está na consciência que a empresa tem de seus valores, isso faz uma marca presente, sólida e que consiga enfrentar as crises, o crescimento, as variações da economia e hábitos de consumo. 

Uma agência que coloca a marca no topo busca sempre conhecer a essência e apontar os caminhos possíveis, como acredito que todas devem agir.

Uma analogia perfeita é com o guarda-chuva, pois quando uma haste dele quebra, você se molha. Então, não se pode pensar em comunicação on-line sem pensar off-line. É uma questão de coerência e foco em resultado. 

A comunicação, seja ela digital ou não, deve ser assim: pensar antes de agir e saber pelo que estamos agindo.

 

Tags: Marketing | artigo | marketing digital | isolamento social | Ana Paula Bachiega