Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

China vai combater conteúdos nocivos no ciberespaço

Por: Redação com informação da CCTM. 10 de Maio de 2021

A China lançou uma nova iniciativa para lidar com práticas e conteúdos on-line prejudiciais, anunciou a Administração do Ciberespaço da China (CAC) em uma entrevista coletiva no sábado.

O CAC abordará questões como conteúdo vulgar e violento, abuso de algoritmos de internet, fraude online, violência cibernética, operações comerciais cibernéticas malignas e distorção de notícias, de acordo com Sheng Ronghua, vice-chefe do CAC.

Sheng disse que o CAC está determinado a lidar com as questões do ciberespaço fortalecendo as regulamentações e se envolvendo com o público.

O CAC planeja regulamentar o conteúdo online visualizado por menores, desde plataformas de transmissão ao vivo e grupos sociais online até literatura na Internet e cursos virtuais. Ele reprimirá conteúdo vulgar, violento ou que possa prejudicar a saúde mental dos jovens.

Mulher em uma scooter olha para um telefone celular em Zhengzhou. Imagem: CFP

Outra questão cibernética cada vez mais proeminente é o abuso por fãs de diferentes celebridades, fazendo manchetes e causando discussões acaloradas entre o público.

Sheng disse que esse discurso prejudicial será eliminado e os negócios derivados de tais ações serão punidos. A mudança ocorre depois de recentes controvérsias em torno de programas de TV de alto nível.

O popular programa "Youth With You" encorajava os fãs a escanear códigos QR dentro das tampas de uma marca de leite para votar em seus concorrentes favoritos. Cada código QR representa um voto. Isso resultou em fãs comprando as garrafas em grandes quantidades para obter o código QR, mas jogando o leite nos esgotos. Vídeos de descarte de leite viralizaram, levando a críticas sobre o desperdício de comida.

Zhang Yongjun, chefe do escritório de gerenciamento de rede do CAC, também observou a tendência de pessoas que vivem estilos de vida extravagantes ou comem compulsivamente para criar propaganda e cliques na Internet visando o lucro.

"Removemos mais de 60.000 postagens que violavam os regulamentos, fechamos 1.174 canais de streaming ao vivo e 3.609 contas nos meses anteriores", disse Zhang.

Ele disse que todas as plataformas online precisam monitorar e remover esse conteúdo, pois o CAC fortalecerá as regulamentações e aumentará as punições.

Xie Dengke, um porta-voz do CAC, acrescentou que as manchetes de notícias clickbait que distorcem ou exageram os fatos também serão reprimidas. 

A China tem aprimorado as regulamentações da Internet nos últimos meses. Em abril, lançou novas diretrizes para regular a florescente indústria de marketing de transmissão ao vivo do país.

Tags: Internet | china