Especial
Brand Experience em 2020

Tagliaferro conta como a TracyLocke encara a crise

Por: Redação. 10 de Abril de 2020

O momento crítico atingiu a todos, e, com a TracyLocke não foi diferente. Nesta entrevista ao Promoview, Thomas Tagliaferro explica como a agência está andando e também fala sobre melhorias nas relações pós Covid-19.

Promoview: Como a agência está encarando esse período de pandemia?

Thomas Tagliaferro é o CEO da TracyLocke

Thomas: Nós estamos encarando com muita coragem e tentando encontrar oportunidades dentro desse novo processo que se estabeleceu. Obviamente, temos analisado qualquer movimento com muita cautela. Nosso foco é manter a saúde e o emprego dos nossos colaboradores e ajudar nossos clientes a superar essa fase. Para isso temos trabalhado duro em projetos pró-ativos, focados nas marcas que atendemos, e adiantado todos os processo de planejamento para o calendário do varejo.

Promoview: Com quais atividades a Tracy está faturando neste período?

Thomas Estamos trabalhando bastante com as ações promo para vendas que caminham bem por conta do digital e num ritmo um pouco menor na mídia On, Off, performance e trade digital. 

A equipe se mobilizou também por uma causa de apoio ao mercado e desenvolveu o projeto Job do Bem.
Diante de todo esse cenário que estamos vivendo, o micro e pequeno empreendedor serão fortemente prejudicados. Para ajudar a diminuir esse impacto, entramos nessa corrente do bem. Vamos ajudá-los da maneira que mais entendemos: com criatividade, estratégia e visão de negócio.

Promoview: O que muda na produtividade da agência com o sistema home office? 

Thomas: Nós conseguimos nos planejar com um pouco de antecedência, antes da recomendação de quarentena, e rapidamente estruturamos uma operação diferente para o sistema de home office. Nos organizamos e conseguimos manter 100% de produtividade. A agência está 100% funcional.

Promoview: É um modelo que deve ser utilizado com mais frequência pela agência, mesmo após a quarentena?

Thomas: Independente do Covid-19, a agência já estava em fase de implementação de um teste do home office gradativo que começaria a partir do mês de abril. Inicialmente iríamos testar em algumas funções. Com certeza é um modelo que será mais utilizado por nós, porque ele realmente funciona, desde que tenham processos bem estabelecidos e claros para todos.

Promoview: Qual o percentual de dependência da Tracy sobre a receita de eventos ou ações desta natureza que foram canceladas neste momento?  São só os eventos mesmo, ou tem ativações (etc.) que foram suspensas?

Thomas: Os eventos são muito importantes, mas representam pouco para a TracyLocke. Normalmente eles estão inseridos dentro de um escopo estratégico mais amplo para os nossos clientes, onde nós entregamos diferentes disciplinas. Efetivamente, a nossa dependência em relação a eventos hoje é baixa.

Promoview: O que vocês sentem sobre o ambiente e a atitude do pessoal do marketing das empresas?

Thomas: Essa pergunta depende muito de segmento para segmento. Eu acredito que “inerte” ninguém está. Todos estão pensando em novas alternativas. Nós temos muitos clientes do varejo, como é o caso do Burger King, Claro e Centauro e que nesse momento estão com as lojas físicas fechadas total ou parcialmente. Estamos nos colocando ao lado de todos eles para pensar e adaptar juntos todas as estratégias para 2020.

Promoview: Sobre as relações comerciais entre agência e cliente, em sua opinião, o que seria mais relevante caso mudasse após esta crise?

Thomas: Quando falamos de um cenário mais eficiente em relação à nossa entrega x receitas, o mais relevante é mudar o cenário de concorrência para que elas sejam mais bem estruturadas, para que não tenham mais do que três agências e para que não se abra concorrência para jobs com budget baixo. Isso para nós é o mais importante, com certeza. 

 

Tags: live-marketing | agência-de-live-marketing | mercado-de-eventos | brand-experience | TracyLocke | Coronavírus | Covid-19 | agência-de-brand-experience