Canal
Brand Experience

Sítio Local Digital recebe exposições de artistas que utilizam tecnologia em suas obras

Por: Redação 31 de Março de 2017

A programação do primeiro semestre do Sítio Local Digital, do Sítio Arte Educação Coworking, em Florianópolis, recebe exposições de artistas contemporâneos que utilizam a tecnologia em suas obras. O espaço contará com peças dos artistas Xavier Chassaing, Fernando Velázquez, Kaue Costa e Angella Conte.

Quem abre a agenda é o francês Xavier Chassaing, nesta quinta - dia 30 de março. Autodidata, ele produziu os filmes experimentais Dry Lights - que situa-se entre uma instalação específica do local e uma performance, na qual as luzes coreografadas encontram paisagens orgânicas - e Scintillation - composto por mais de 35 mil fotografias, combina projeções mapeadas em 3D. Ambos são desafios técnicos em 3D e mapping.

Na semana seguinte, dia 6 de abril, é a vez do artista transdisciplinar Fernando Velázquez, de São Paulo, destaque da programação do primeiro semestre. Na exposição “Contínuo, transitivo, atemporal", com curadoria de  Josué Mattos, será apresentado um corpo de trabalhos representativo da sua produção recente ancorada na utilização das novas tecnologias digitais. Ele pesquisa, entre outros, tópicos relacionados a capacidade perceptiva do corpo humano, as recentes descobertas da neurociência, a relação entre natureza e cultura e a complexidade.

No dia 7 de abril, Fernando Velázquez vai dar a palestra Contínuo, Transitivo, Atemporal, sobre a sua produção, com foco em arte e tecnologia. No mesmo dia, irá apresentar a performance audiovisual Mindscapes.

No dia 27 de abril, abre a exposição “Experimentação 01 - Ouroboros”, do artista catarinense Kaue Costa. Nela, o espectador é convidado a visitar um deserto digital, no qual a sua movimentação e postura perante a obra determinam a construção dos cenários a seguir. É um ambiente tridimensional imersivo, por onde é possível locomover-se virtualmente. No dia 12 de maio, o artista dará palestra sobre a obra, sobre a construção do ambiente digital e a possibilidade de interação.

A exposição “Certezas Instáveis”, da paulista Angella Conte, abre dia  25 de maio, data na qual a artista falará sobre o seu trabalho na palestra Processo Criativo. Angella Conte dedica-se a inter-relação criada entre o indivíduo e seu meio - que pautam suas histórias, trocas e  resquícios. Tem como suporte objeto, fotografia, instalação, vídeo, intervenção e performance. “O motor que move o trabalho é sempre o dilema da vida humana diante das inúmeras possibilidades”, afirmou.

A mostra de vídeo-arte do artista nascido na Namíbia e radicado em Berlim Gero Doll, com vernissage marcada para 22 de junho,  fecha a programação do primeiro semestre. Ele é conhecido por uma série de filmes digitais altamente alucinatórios. Cada filme de animação é criado a partir de partes inteiramente diferentes e temas, ainda, como um fractal, cada um é claramente parte de um todo identificável estilisticamente.

Para o segundo semestre, estão previstas exposições dos artistas Walmor Oliveira,  Diego De Los Campos, Guto Lacaz, entre outros.

Tags: Cinema | Cultura | Europa | Telefonia/Internet/Tecnologia