Canal
Brand Experience

Placo do Brasil quebra mitos envolvendo o drywall

Por: Redação 6 de Maio de 2016

A Placo do Brasil, indústria de Drywall, sistema construtivo a seco de paredes, forros e revestimentos lança no mês de maio uma campanha promocional diferenciada, intitulada “Jogue os Mitos Contra a Parede”, criada pela Innova - All Around The Brand.

As peças apostam no lúdico e divertido para quebrar algumas percepções equivocadas de consumidores e profissionais envolvendo o drywall.

O trabalho traz o desenho de quatro personagens arremessados contra a parede, sendo que cada um deles representa barreiras a serem quebradas por meio das soluções oferecidas pela empresa. O Roqueiro, com sua guitarra, faz uma alusão ao barulho e apresenta diversas soluções acústicas, como por exemplo, a Phonique, placa que reduz ruídos pela metade e melhora o conforto acústico. Já a Miss Universo, com coroa e tudo, remete à beleza, estética e ao acabamento diferenciado de soluções como Flexwall e 4 PRO.

A campanha, que será divulgada em mídias online, redes sociais e pontos de venda, traz ainda um super herói, que fazalusão à alta resistência ao fogo, à umidade e ainda ao impacto, apresentando produtos como RU, RF e Impact, e o Vilão, que visa mudar a imagem dos que consideram o sistema construtivo como um inimigo da obra.

“Percebemos que muitos consumidores e profissionais ainda têm uma visão distorcida do drywall”, conta Stenio Almeida, Diretor Geral da Placo. Ele explica que a criação dos personagens foi feita com base nos principais mitos levantados junto ao público: que o sistema construtivo apresentaria dificuldade para fixação demóveis e objetos, seria pouco resistente, teria problemas com isolamento acústico e seria frágil em contato com a umidade e o fogo. “Ao se conhecer mais profundamente o drywall, percebe-se que representa na verdade uma revolução na construção civil, tanto pela sua qualidade, quanto pela alta produtividade que proporciona às obras. O sistema, além de atender a todas as normas técnicas, traz inúmeros ganhos em relação à alvenaria”, afirma.

Tags: Sudeste (Brasil)