Canal
Brand Experience

Francal 2016 cria mais ações para ampliar exportações de calçados

Por: Primeira Página 1 de Março de 2016

A FRANCAL acaba de encerrar uma maratona de participação em eventos internacionais de calçados, e o resultado não poderia ser melhor. Importadores de várias partes do mundo - em especial das Américas, países Árabes e Europa - manifestaram interesse em visitar a FRANCAL, próxima feira brasileira de porte internacional do setor a ser realizada no Brasil, de 26 a 29 de junho, em busca de negócios com o que há de melhor na indústria nacional.

"Levamos a estes eventos a bandeira do design, da qualidade e da competitividade do calçado brasileiro, e ampliamos efetivamente o conhecimento do mercado externo sobre nossa feira", conta o presidente Abdala Jamil Abdala. Ele se refere à IFLS, na Colômbia, GDS, na Alemanha, e theMICAM, na Itália, que aconteceram nas duas primeiras semanas de fevereiro.

"Agora", diz o executivo, "é a vez de os empresários brasileiros aproveitarem o bom momento para as exportações e a grande presença de compradores do mundo todo na FRANCAL para alavancarem suas vendas para o mercado externo". Abdala lembra que a indústria calçadista nacional tem tradição em vender para o exterior desde a década de 1970, e que o produto, que chega a cerca de 150 países, é reconhecido por sua qualidade e design. "Este é o momento de o Brasil voltar a exportar".

Estratégia

As ações para potencializar a visita de importadores não se restringiu à participação nas feiras internacionais. Ao contrário, esta é apenas parte de uma ampla estratégia intensificada no ano passado, quando a FRANCAL anteviu o cenário favorável às exportações que se desenhava.

Os planos envolvem, entre outros, marketing direto com importadores de todos os continentes, cortesia de hospedagem para compradores indicados pelos expositores exportadores e a criação de uma área exclusiva para fabricantes que já exportam ou querem começar a exportar. Os estandes do espaço batizado de "Exporta+" terão montagem especial e custos diferenciados, para possibilitar a participação de um maior número de empresas.

Abdala adianta que a FRANCAL vai promover, no final de março, encontros com fabricantes exportadores de pelo menos dois importantes polos calçadistas, Franca (SP) e Novo Hamburgo (RS). "Os encontros são chamados de Warm Up Francal e Potencial do Mercado Árabe .Vamos apresentar o grande potencial comprador daquela região e incentivar os empresários virem para nossa feira e aproveitarem essa grande oportundiade de fazer negócios".

Sucesso lá fora

Da mesma forma que a FRANCAL, fabricantes brasileiros marcaram forte presença nos eventos mundiais em fevereiro, alguns de forma individual e a grande maioria apoiada pelo Brazilian Footwear, programa de promoção a exportações desenvolvido em parceria entre a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A IFLS contou com 28 marcas nacionais; a GDS, com 25 e a theMICAM, com 69. Estas empresas souberam aproveitar esta janela de oportunidades com o mercado externo e já começam a colher os resultados. De acordo com a Abicalçados, o volume de negócios imediatos nos três eventos soma quase US$ 16 milhões, com expectativa de faturar mais US$ 55 milhões nos próximos seis meses.

Segundo Abdala, estas empresas já estão engajadas nos esforços de atrair para a FRANCAL os compradores com quem tiveram contato nas feiras internacionais, a fim de dar continuidade e até mesmo ampliar as negociações. "Estes fabricantes entendem que este é o momento para alavancar as exportações, e que na FRANCAL terão oportunidade de vender para mercados do mundo todo ao longo de quatro dias"

Tags: