Canal
Brand Experience

Empresas italianas vêm a São Paulo para a Wire South America

Por: Feira Milano. 23 de Setembro de 2015

Doze empresas italianas do setor de máquinas, produtos e serviços para a fabricação de fios metálicos e cabos de fibra óptica estarão presentes na segunda edição da Wire South America 2015, a ser realizada de 6 a 8 de outubro, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, na Capital paulista.

O evento é realizado pela Messe Dusseldorf e promovido no Brasil pela Feira Milano.

Foto: Divulgação.
Edição 2014 da Wire South America.

Segundo informações do Instituto para o Comércio Exterior (ICE), a agência para a internacionalização das empresas italianas, o objetivo da vinda dessas empresas para a feira de negócios em São Paulo é fortalecer e expandir a presença dessas companhias no mercado brasileiro, e, dessa forma, contribuir para o aumento do fluxo de comércio e investimentos entre a Itália e o Brasil.

A indústria italiana de máquinas, produtos e serviços para a fabricação de fios metálicos e cabos de fibra óptica é composta por 120 empresas, que em seu conjunto têm uma forte presença no cenário mundial. Mais de 75% de toda sua produção é destinada à exportação. Seus produtos, de elevada qualidade, são referência em seus segmentos de atuação.

A comitiva empresarial  italiana na Wire South America será integrada pelas companhias Aeroel, Gimax, Guidetti, Nova, PS Construzioni Meccaniche, Samp, SAS Engineering and Planning, Schnell, Sieme Italia Impianti, TKT Group, Trafco Cortinovis Sictra e Travartec.

Comércio Bilateral

A participação em feiras como a Wire South America faz parte da estratégia do governo e das empresas italianas visando reforçar os laços comerciais com o Brasil, e, de alguma forma, contribuir para diminuir a forte queda que vem sendo registrada este ano no fluxo de negócios entre os dois países.

De janeiro a agosto, as exportações brasileiras para a Itália tiveram uma queda de 22,23% e somaram US$ 2.171 bilhões. Nesse mesmo período, as vendas italianas para o Brasil (também em queda, da ordem de  21,83%) totalizaram US$ 3,356 bilhões. Com esses números, o intercâmbio bilateral assegurou aos italianos um superávit de US$ 1,184 bilhão nos oito primeiros meses deste ano.

Tags: