Live Mkt

Chegou a hora do produtor. É agora!


8 de Junho de 2020

Meu carinho com os produtores não é de hoje.

Quem, porventura, me segue, ou lê meus textos, poderá ver que escrevo sobre eles desde 2011.

Tenho inúmeras razões para isso, a começar por ser casado com uma produtora, Val Coelho, e pai de dois produtores, Ronan Coelho, que é planner criativo e especialista em e-Sports, com um quê de produtor - e Antonio Neto (Netinho) – que também é DJ e profissional de audiovisual - e ter, entre meus melhores amigos, produtores como Mariana Pessoa, André Emerick, Silvana Galvão, Guilherme Yshikawa, Lilian de Souza Cruz, Maira Furlanete, Monica Redman... e tantos e tantos outros que o texto seria só de nomes. Amigos mesmo.

Poderia citar, inclusive, amigos que hoje são donos de agências, mas que são produtores, como o Kito Mansano, Cida Santiago, Elaine Pires, Wesley Cardozo, Aurea Falcão... e mais uma dezena ou centena de nomes, especialíssimos.

Todos os citados amigos, competentíssimos, porque falha de produtor é perceptível, já que, diferente de outras funções dentro de uma agência, é o responsável pela entrega final, ou seja, o evento em si, o que todo mundo vê. Daí, não têm que matar um leão por dia, matam dois.

Nos dias atuais, minha preocupação vai para eles.

Juro que pensei que era só pelo afeto intrínseco e por conhecer a vida insone de produtor, mas o Wesley, um dos caras do Salve Produção, me mostrou aspectos nebulosos e não vistos do problema, além dos perceptíveis, por perfazerem, por exemplo, um exército de freelas, sem ter o que fazer, sem seguro-desemprego, FGTS, nada.

Ah, todos sabem que muitos produtores investiram em pequenas empresas para ganhar um pouco mais.

Caíram num limbo. Não conseguem auxílio emergencial, porque os analistas do governo entendem que são empresários e tiveram rendimentos maiores que a fortuna de R$ 3.000,00 (e não são marginais. Se fossem...), não conseguem empréstimos bancários, porque faturaram pouco para os Bancos (sanguessugas do País) dizem que não possuem garantias a dar.

Como disse um amigo produtor, eles são a classe média dos produtores, quer dizer: sifu..

O mesmo amigo tem outra expressão, uma grande sacada, para mostrar que sempre gente é afetada. Ele diz: “Por trás de todo CNPJ tem CPF”, e isso é fato em qualquer empresa, na dos produtores que abrem agência, notório, só que os ilustres avaliadores do governo não enxergam através do óbvio.

Eu insisto que “sem o produtor uma ideia é nada”, e, mais, que são eles que fazem eventos medíocres se tornarem cases, sem desmerecer ninguém. Mas é fato.

Todos podemos, e temos, que, nesse instante, ajudar os produtores.

Entendo que devamos unir forças pelos produtores de todo Brasil.

Engajei-me no Salve Produção pela proximidade, pelo coletivo que o constitui, mas também porque o grupo entende, e eu também acho, que não podemos parar por aqui.

Se você deseja ajudar os produtores, acesse um desses links, endereços ou dados:

Instagram.com/salve_producao

Facebook.com/apfriodejaneiro

e-mail: [email protected]

Doações podem ser feitas pelo PicPay: picpay.me/salveproducao

Ou depósito, transferência bancária, para:

Campanha Salve Produção, na Caixa Econômica Federal, agência 0226 – conta 889-7 – operação 003, em nome de Dagba Produções EIRELI ME – CNPJ 13.788.911/001-77

É por boa causa.

Aí, o Julio do Promoview, sempre atento ao mercado de Comunicação como um todo, encabeçou uma ideia, meio que continuidade do Produtores Promoview, que muitos devem lembrar, e me abriu o espaço do site para tudo que o Salve Produção desejasse.

Então, fui a eles, e, juntos, propusemos ao Promoview um espaço de discussão mais amplo, mais perene, um canal de diálogo com o mercado como um todo, voltado para as questões dos produtores. Não apenas no momento atual, perene. Precisamos dialogar sobre como ficará o papel, a atuação, a remuneração, a função dos produtores quando voltarmos a produzir.

Disso tudo surgiu o Diálogos Promoview + Salve.

Inicialmente, fazendo lives com produtores. Mas a ideia é trazermos entidades, agências, especialistas, criativos, atendimentos, nomes ilustres do mercado, para propor engajamento, e, claro, diálogo sobre os assuntos relevantes.

Então, se você é produtor, reserve sua agenda, afinal, você terá canal para falar. Vem aí o  Diálogos Promoview + Salve.

A estreia será agora em junho em data a ser divulgada aqui no Promoview, a partir de amanhã e replicada pelos canais do Salve Produção.

#respeitoaoprodutor

#salveprodução

Chegou a hora do produtor.

E é agora!

 

Tags: artigo | evento | melhores-da-semana | live marketing | Tony Coelho | produtor de eventos