Geral

Pinóquio não usa máscara


28 de Abril de 2020

Aqui no Rio, e acredito que em muitas outras cidades pelo País, está proibido andar sem máscara na rua.

Então imaginei como seriam alguns personagens de histórias e desenhos em plena pandemia. Como eles se portariam, como fariam...

Pensei também em fazer paralelos com figuras e coisas do nosso dia a dia em relação a eles. Aí:

O Burrinho do Shrek pulou da carroça e mora numa cidade do Interior, portanto já chegou. Assim acontece com muitos amigos que não aguentaram esperar pelo fim do isolamento horizontal, salvo se ele significasse outra coisa, e foram para o interior.

O Batman está se escondendo por aí, pois o acusaram de ter  começado a pandemia. A China defende o Homem Morcego, pois sofre isso na pele.

Chapeuzinho Vermelho não obedeceu a mamãe e visitou a vovó, levou o Lobo com ela. E tem muito chapeuzinho vermelho, amarelo, verde visitando as vovós, dando mole para o lobo.

A Liga da Justiça, hoje, só faz reunião virtual.  O problema é que o Homem Invisível não aparece. Tem muita Liga assim por aqui. E como tem homens invisíveis.

Fred e Vilma não se aguentam mais. Ele quer porque quer ir ao boliche tomar umas, mas ela não deixa. E quantos casais não estão nessa briga do boliche?

Lassie tá tranquila, não pega nada, só bolinha se alguém jogar. E nossos cãezinhos têm salvo o dia da gente com alegria, pegando nossas bolinhas e correndo pela casa, também.

Homer Simpson não consegue viajar mais para o Brasil e está indignado. Muita gente pelo mundo também. Muitas no país dele.

A Mulher Maravilha já disse que o negócio dela é ser heroína e que não vai para a cozinha sozinha, de jeito nenhum. E quantos de nós, que já entendemos isso faz tempo, não estamos dividindo tarefas domésticas?

Dick Vigarista está armando todas para burlar a corrida e não ser ético. E como tem cliente Dick Vigarista por aqui, né?

Já Mutley não anda rindo à toa. Assim como muitos de nós.

Dr. Estranho, desistiu de ser Super e resolveu ser só médico. E nossos médicos viraram super-heróis, traídos por vilões do poder.

Namour agradece pelos mares limpos. E nós pelo céu e a natureza mais limpa, também.

Pinóquio , cara de pau, não usa máscara. Argumenta que o nariz cresce e incomoda. E quantos Pinóquios existem por aqui nas TVs, dando notícias ou entrevistas?

Chega de história.

Ninguém sabe de nada. Tudo é especulação.

Acredito nos médicos, enfermeiras, técnicos de enfermagem e gente de apoio nos hospitais e clínicas, verdadeiros heróis e personagens reais que vivem o que nós só sabemos por alto.

A eles meu respeito e esse texto.

*É “Tempo de Despertar”, é só acreditar nas “Mãos talentosas de Ben Carlson”, porque elas, além de salvar, fazem sorrir como “Patch Adams”, porque só o amor é contagioso.

Eu tô em casa só vendo eles e me divertindo com lágrimas nos olhos..

Vale assistir sem chorar.

Fiquem em casa!

Citações a filmes maravilhosos: Tempo de Despertar, Mãos talentosas – A história de Ben Carlson e Patch Adams – O amor é contagioso.

 

 

Tags: Comunicação | artigo | melhores-da-semana | Coronavírus | Covid-19 | Tony Coelho | isolamento social