Geral

Me diga que acabou...


18 de Outubro de 2020 23:28

Ouvindo o 'Conversa com Bial' com o Lulu Santos e dando continuidade a uma mania minha de usar letras de músicas que me tocam como base de um artigo, escolhi Tempos Modernos* para escrever esse artigo aqui.

Tempos Modernos é uma previsão ou uma antevisão do mestre Lulu para o que vivemos hoje.

Percebam:

¨Eu vejo a vida melhor no futuro
Eu vejo isso por cima de um muro
De hipocrisia que insiste em nos rodear¨

O futuro, que insistem em chamar tolamente de o 'Novo Normal', já era uma visão que tínhamos, entre os hipócritas de um mercado que tudo aceitou calado.

¨Eu vejo a vida mais clara e farta
Repleta de toda satisfação
Que se tem direito do firmamento ao chão¨

Quem sabe na visão lúcida e digna que alguns têm, ou tiveram, a nossa vida no mercado será mais equânime e justa, com o fim da denominação segregativa de pequena, média e grande e a igualdade entre as regiões do País, defendida por quem de direito, para satisfação geral, e onde o Sol e o chão sejam lugar de todos.

¨Eu quero crer no amor numa boa
Que isso valha pra qualquer pessoa
Que realizar a força que tem uma paixão¨

Respeito e amor para todos e para todas as agências de Norte a Sul do Brasil, pois TODOS sabem produzir e realizar bem com a força de suas paixões.

¨Eu vejo um novo começo de Era
De gente fina, elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim do que não, não, não¨

Eu vejo esse novo começo de Era, e, nela, só vão sobrar as pessoas lindas e sinceras, por dentro e por fora.

E, ao invés de termos que dizer não, sem os hipócritas, dizer sim será mais fácil.

¨Hoje o tempo voa, amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
Não há tempo que volte, amor¨

O tempo voou, lento, mas voou.

Escorreu por nossas mão estagnadas do não poder e muitos de nós não sentiram.

Talvez, os quer sentiram tenham silenciado, em adeus de dor.

O tempo não volta, mas segue. Sigamos!

¨Vamos viver tudo que há pra viver
Vamos nos permitir¨

Livres de amarras, conscientes, tornamos aos eventos em retomada devida. Vamos fazer eventos, ações, ativações, vamos viver tudo que há para viver.

Vamos nos permitir

Me diga que sua descrença acabou.

Eu tô voltando pra casa de vez.

E você?

 

*Baseada na letra da canção: Tempos Modernos - De autoria de Lulu Santos.

Tags: artigo | Tony Coelho | novo normal