GERAL

Eu tô voltando


18 de Agosto de 2020

As notícias têm sido boas quanto ao retorno gradual e responsável do mercado de eventos e turismo, seguindo os protocolos recomendados pelos Órgãos responsáveis dos governos estaduais e municipais.

E já estava mesmo na hora de isso acontecer.

E não pode acontece pela tutela canalha e oportunista de políticos em campanha, tem que acontecer porque o nosso mercado é responsável e preparado, muito antes da pandemia, para isso.

Ontem, ouvi uma música do grande compositor Chico Buarque de Holanda e reparei que sua letra bem podia ser nosso hino de volta.

Aí, mais uma vez, escolhi uma canção como base de meu texto, e, nesse caso, ele é uma homenagem à minha família profissional.

Vamos lá? Alô, Produção!

“Pode ir armando o coreto e preparando aquele feijão preto
Eu tô voltando...”

Tô mesmo. Preparem o coreto, palco, equipamentos e iluminem mentes e vidas. E não esqueçam de fazer aquela feijoada... a la carte, sem ser bufê que não pode ainda.

“Põe meia dúzia de Brahma pra gelar, muda a roupa de cama
Eu tô voltando...”

Bom, se for Brahma, vamos de puro malte. Avisa o pessoal do A&B, tá. Mas pode ser qualquer marca, pode ser qualquer bebida, que tá valendo. Quanto à roupa da cama, muda mesmo, porque vamos volta a dormir pouco... felizes.

“Leva o chinelo pra sala de jantar
Que é lá mesmo que a mala eu vou largar
Quero te abraçar, pode se perfumar porque eu tô voltando!”

Putz, não aguento mais chinelo. Quero usar meu bom e velho tênis preto com a camisa pretinha de sempre. Que saudade das malas e das viagens pro trampo. E quero abraçar muita gente mesmo... Não é só da família? Então, elas são a minha família.

“Dá uma geral, faz um bom defumador, enche a casa de flor
Que eu tô voltando...”

Pô, acho melhor fazer defumação, higienização, e, por garantia, trazer um padre, um pastor para benzer e orar e encaminhar preces aos bons espíritos para nunca mais isso acontecer.

Chama a moça ou a empresa de paisagismo de novo. Ela também tá sem trabalhar. E peça que traga muitas rosas vermelhas: Estou apaixonado!

“Pega uma praia, aproveita, tá calor, vai pegando uma cor
Que eu tô voltando...”

No quadradinho do Rio, ou naquelas em que se pode caminhar na areia ou onde uma canção possa tocar ao fundo, ainda sem aglomeração, antecipando a saudade dos shows praianos, pegue a praia. Mas, eu tô voltando pra mudar tudo isso pra melhor nos seus dias. Aguarde!

“Faz um cabelo bonito pra eu notar que eu só quero mesmo é despentear
Quero te agarrar, pode se preparar porque eu tô voltando.”

É isso. O amor está no ar e é só a gente voltar de vez que seu cabelo vai despentear. Ou no amor da festa dançando juntinhos, ou pulando frenéticos ao suor de felicidade do corpo.

“Põe pra tocar na vitrola aquele som, estreia uma camisola.
Eu tô voltando...”

Do rock and roll ao fundo musical da reunião, até ouvirmos nossa canção, na volta de mais uma noite de trabalho para fazermos amor em comemoração à volta.

“Dá folga pra empregada, manda a criançada pra casa da avó
Que eu tô voltando...”

Vai voltar a ter festa para todos, eventos mil, e é justo que todos fiquem felizes. Da Elisa a vovó, que poderá voltar a abraças seus netos amados, sem medo.

“Diz que eu só volto amanhã se alguém chamar
Telefone não deixa nem tocar
Quero lá lá lá ia, lá iá lá lá iá la ia,
Porque eu tô voltando!!!!”

Voltarei a chegar com o Sol, voltarei a te amar sem a cabeça nas dívidas, voltaremos a...

Lá lá lá ia, lá iá lá lá iá la ia...

Podem se preparar porque estamos voltando!!!!

Música de Chico Buarque de Holanda na voz de Simone.

Tags: artigo | live marketing | Tony Coelho | mercado de eventos | produtores de eventos | setor de eventos | setor de turismo | retorno dos eventos | news-geral