MICE BUSINESS

MICE BUSINESS

Pesquisa mostra impactos do Covid e da variante Ômicron no setor de eventos

Pesquisa mostra impactos do Covid e da variante Ômicron no setor de eventos

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por
); ?>


25 de Fevereiro de 2022

A Associação Latino Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas (ALAGEV) apresenta os resultados da quarta edição da pesquisa “Tomada de Informações - Impacto Coronavírus em viagens e eventos corporativos” sob a ótica do fornecedor e do gestor de viagens e eventos e a primeira edição do “Impactos da Ômicron em viagens e eventos corporativos”, cujo objetivo é entender o comportamento do mercado diante à pandemia e fornecer dados para as ações do setor. A tomada do impacto do coronavírus, realizado no período de 8 de dezembro de 2021 a 10 de janeiro de 2022, contou com a participação de 473 fornecedores, gestores de viagens e de eventos. Já o levantamento da Ômicron, feito em janeiro, contou com 43 respondentes. 

“Por meio dos dados, conseguimos entender o comportamento de fornecedores e gestores de eventos e viagens corporativas e seus anseios. Nesta última edição, percebemos um grande otimismo do mercado em relação ao retorno desses setores com bons números para o 1º trimestre de 2022, ainda que a variante Ômicron já estivesse presente. No contexto geral, com o avanço da vacinação e a eficácia dos protocolos de segurança, notamos que as pessoas estavam se sentindo mais seguras para a retomada das atividades. Realizamos em janeiro um rápido levantamento sobre o impacto da Ômicron e percebemos que houve um certo desconforto, mas entendemos que é algo passageiro e esses números podem se confirmar com a 4ª Tomada”, afirma Giovana Jannuzzelli, diretora executiva da ALAGEV.

Leia também: Estudo estima que viagens corporativas movimentarão 2 trilhões de dólares até 2028. Será?

Os principais dados coletados na consulta com fornecedores, com 168 pesquisados, indicam que 20% receberam cancelamentos de viagens de seus clientes, porém 55% já perceberam um aumento na demanda, dos quais 44,83% notaram esse crescimento ainda no primeiro trimestre do ano. Em relação aos eventos, 41,74% suspenderam parcialmente os encontros e 37,39% postergaram as suas atividades. Ainda assim, o olhar para a retomada é positivo, uma vez que 45,13% mantêm expectativa de retorno no primeiro trimestre de 2022.

A pesquisa também identificou que para os gestores de viagens, com 169 participantes, 83,06% das empresas retomaram suas viagens corporativas entre o período de outubro e dezembro de 2021. Porém, o orçamento para essas demandas diminuiu em relação a 2019, ano pré-pandemia. E segundo 94,12% dos entrevistados, o principal motivo dessa redução é que grande parte dos negócios estão sendo realizados remotamente. Outros dados apontados são que 35% desses gestores preveem aumento do volume de viagens de até 20%, enquanto 45% de gestores entendem que haverá crescimento de até 40%.

Giovana Jannuzzelli, diretor executiva da Alagev, que formulou a pesquisa 

Já considerando os gestores de eventos, sendo 136 participantes que responderam à pesquisa, 53,62% sofreram de forma significativa com o impacto do coronavírus. E 64,77% pretendem realizar todos os tipos de encontros (virtual, presencial e híbrido), sendo que 68% ressaltam que apenas os vacinados participarão dos eventos e 88,41% são a favor da testagem e exigem o passaporte da vacina. Segundo os gestores de eventos, 42,67% disseram que já estão promovendo ações presenciais e 20% acreditam que esses encontros voltarão a ter os números de pessoas iguais às de 2019 logo no primeiro trimestre deste ano. 

Na referida pesquisa, com o aumento no número de casos da Ômicron, foi realizada a mesma pergunta para todos os entrevistados (fornecedores, gestores de eventos e viagens) sobre as ações que as empresas estão tomando em relação à nova variante. Do total, 69,64% dos fornecedores já estudam atitudes preventivas para a segurança de colaboradores e clientes; já 82,76% dos gestores de viagens e 78,26% dos gestores de eventos não pretendem realizar nenhuma ação.

Já no levantamento rápido “Impactos em viagens e eventos corporativos da Ômicron”, realizado em janeiro e apresentado aos mesmos participantes, os resultados foram diferentes. Dos 43 entrevistados, 23 são gestores de viagens, 9 da área de eventos e 11 fornecedores. Ao questionar "como se sentem os colaboradores para viajar a negócios ou participar de eventos?”, 30,23% responderam desconfortáveis, 9,30% indiferentes, 6,98% confortáveis e 53,49% mencionaram que não foi elaborada uma pesquisa com funcionários das empresas em que atuam para entender o assunto. Ao perguntar sobre as ações adotadas em relação a viagens e eventos corporativos, a associação recebeu respostas como, por exemplo, paralisação de contratação e retenção de custos, manutenção das mesmas restrições de viagens do início da pandemia, suspensão temporária de viagens, cancelamentos de eventos ou prorrogação de datas, retorno aos encontros virtuais e retomada do home office, entre outros.

Confira a seguir alguns dos principais insights do levantamento:

Fornecedores

Houve cancelamento de viagens dos seus clientes em 2021?

Sim - 20%

Parcialmente - 21.67%

Não houve - 3.33%

Houve no passado, mas já percebemos um aumento na demanda de viagens - 55%

 

Para quais destinos houve cancelamento de viagens dos seus clientes?

Ásia (41.67%), África (37.50%), Europa (54.17%), Oceania (20.83%), América do Norte e Central (45.83%), América Latina (29.17%) e Brasil (54.17%). 

 

Qual a expectativa de aumento na demanda por viagens?

Primeiro trimestre - 44.83%

Segundo trimestre - 43.10%

Terceiro trimestre - 5.17%

Quarto trimestre - 1.72%

Não sei - 2.59%

Não temos expectativa de aumento na demanda por viagens - 2.59%

 

Qual ação seus clientes tomaram com relação à realização de eventos em 2021?

Cancelaram todos - 13.91%

Cancelaram parcialmente - 41.74%

Postergaram - 37.39%

Mudaram de local/destino - 4.35%

Não houve cancelamento/mudança - 2.61%

 

Para quais destinos houve cancelamentos de eventos dos seus clientes?

Ásia (15.38%), África (17.31%), Europa (23.08%), Oceania (9.62%), América do Norte e Central (36.54%), América Latina (32.69%) e Brasil (73.08%).

 

Qual a expectativa de aumento na demanda por eventos presenciais?

Primeiro trimestre - 45.13%

Segundo trimestre - 38.94%

Terceiro trimestre - 5.31%

Quarto trimestre - 2.65%

Não sei - 7.08%

Não temos expectativa de aumento na demanda por eventos presenciais - 0.88%

 

Como você caracterizaria o impacto do coronavírus na sua empresa?

Significativo - 78.76%

Moderado - 18.58%

Leve - 1.77%

Nulo - 0.88%

Não sei - 0.00%

 

Sua empresa tomou ou pretende tomar alguma ação sobre a nova variante Ômicron?

Sim - 69.64%

Não - 30.36%

 

Gestores de viagens

Quando sua empresa retoma/retomou as viagens corporativas?

Retomou no quarto trimestre de 2021 (outubro a dezembro) - 83.06%

Somente no primeiro trimestre de 2022 (janeiro a março) - 4.03%

Somente no segundo trimestre de 2022 (abril a junho) - 4.03%

Somente no terceiro trimestre de 2022 (julho a setembro) - 0.81%

Somente no quarto trimestre de 2022 (outubro a dezembro) - 3.23%

Não sei - 4.84%

 

Como está o orçamento de sua empresa para viagens corporativas para 2022?

Diminuiu em relação a 2019 - 43.70%

Está igual a 2019 - 20.17%

Aumentou em relação a 2019 - 17.65%

Não temos orçamento para viagens corporativas - 10.92%

Outros - 7.56%

 

Qual é a previsão de redução do volume de viagens em 2022 em relação a 2019?

Acima de 60% - 13.73%

Até 60% - 17.65%

Até 40% - 50.98%

Até 20% - 17.65%

Igual de 2019 - 0.00%

Sem previsão de redução - 0%

 

No caso de redução de orçamento para viagens corporativas, qual o motivo?

Desligamento de funcionários - 0%

Parte dos negócios serem feitos de modo remoto - 94.12%

Empresa está em situação financeira difícil e diminui o número de viagens - 5.88%

 

Qual é a previsão de aumento do volume de viagens para 2022 em relação a 2019?

Acima de 60% - 15%

Até 60% - 5%

Até 40% - 45%

Até 20% - 35%

Igual de 2019 - 0%

Sem previsão de redução - 0%

 

Sua empresa mudou a política de viagens por conta do coronavírus?

Sim, exige pré-aprovação do gestor de todas as viagens - 10%

Sim, exige pré-aprovação da área de segurança, bem estar e/ou medicina do trabalho - 15%

Não houve alteração na política de viagens - 50%

Outro - 25%

 

Sua empresa tomou ou pretende tomar alguma ação sobre a nova variante Ômicron?

Sim - 17,24%

Não - 82,76%

 

Como se sentem os colaboradores para viajar a negócios?

Estão completamente desconfortáveis - 0%

Estão desconfortáveis - 6.90%

Estão indiferentes - 11.21%

Estão confortáveis - 31.90%

Estão completamente confortáveis - 0%

Não foi elaborada uma pesquisa com colaboradores - 50%

 

Gestores de eventos

Quais os tipos de eventos que a sua empresa pretende realizar em 2022?

Presencial - 31.82%

Híbrido - 25%

Virtual - 22,73%

Todos acima - 64,77%

 

Considerando o total de eventos que pretende realizar dentro dos próximos 12 meses, qual o percentual de distribuição entre eventos virtuais, presenciais e híbridos?

100% presenciais - 12.50%

100% virtuais - 3.41%

100% híbridos - 5.68%

50% presenciais, 50% virtuais - 57,95%

Outros - 20.45%

 

Quando você espera que os eventos presenciais retomam na sua empresa?

Já retomaram - 42.67%

Primeiro trimestre - 25.33%

Segundo trimestre - 17.33%

Terceiro trimestre - 6.67%

Quarto trimestre - 2.67%

Não sei - 4%

Outros - 1.33%

 

Quando você acredita que seus eventos presenciais voltarão a ter o mesmo número de pessoas como em 2019?

Primeiro trimestre - 20%

Segundo trimestre - 18.67%

Terceiro trimestre - 10.67%

Quarto trimestre - 10.67%

Não voltaremos a ter mesmo volume de pessoas - 20%

Não sei - 14.67%

Outros - 5.33%

 

Sua empresa determinou o número máximo de pessoas que podem participar de um evento presencial?

Não - 78.67%

Sim, quantas? - 21.33% (respostas variam de 3 a 250 pessoas)

 

Haverá restrição para participação em evento presencial somente para vacinados?

Sim - 68%

Não - 10.67%

Não sei - 21.33%

 

Quais os desafios que você vê na retomada dos eventos presenciais?

Custo - 17.33%

Segurança nos protocolos de saúde do fornecedor - 22.67%

Nova onda do vírus - 41.33%

Contratos flexíveis - 12%

Outros - 6.67%

 

Qual o cenário para o budget de seus eventos em 2022?

Igual a 2019 - 23.19%

Maior que 2019 - 24.64%

Menor que 2019 - 28.99%

Não temos orçamento - 11.59%

Não sei - 10.14%

Outros - 1.45%

 

Você é a favor da testagem e/ou exigência do passaporte vacinal nos seus eventos?

Sim - 88.41%

Não - 5.80%

Os protocolos de segurança de saúde dos fornecedores já são suficientes - 5.80%

 

Você buscará alternativas de espaço para eventos considerando oferecer mais segurança aos participantes (mais abertos, ventilados, ao ar livre)?

Indiferente - 36.23%

Não - 10.14%

Sim, qual? - 53.62% (respostas variam de espaços abertos, ventilados, número menor de participantes e sistemas de ar condicionado renovável).

 

Como você caracterizaria o impacto do Coronavírus na sua empresa?

Significativo - 53.62%

Moderado - 34.78%

Leve - 10.14%

Nulo - 1.45%

Não sei - 0%

 

Sua empresa tomou ou pretende tomar alguma ação sobre a nova variante Ômicron?

Não - 78.26%

Sim, qual? - 21.74% (as respostas variam entre acompanhamento das notícias, 100% home office e adotar os mesmos critérios de 2021)

 

Qual ação sua empresa tomou com relação à sua participação presencial em eventos do trade em 2021?

Cancelou a participação em qualquer evento - 36.23%

Cancelou a participação em eventos internacionais apenas - 2.90%

Cancelou parcialmente a participação em eventos- 37.68%

Não cancelou a participação em eventos até o momento - 23.19%

 

Qual ação sua empresa pretende tomar com relação à sua participação presencial em eventos do trade em 2022?

Liberou a participação em qualquer evento - 37.68%

Liberou parcialmente a participação em eventos - 50.72%

Não liberou a participação em eventos internacionais apenas - 1.45%

Não liberou a participação em eventos até o momento - 8.70%

Outros - 1.45%

A pesquisa completa pode ser acessada no site oficial da ALAGEV aqui

Tags: Pesquisa eventos Covid mice-no-promoview gestao-de-viagens