MICE BUSINESS

MICE BUSINESS

MSC acelera para atingir zero emissões líquidas em cruzeiros

MSC acelera para atingir zero emissões líquidas em cruzeiros

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por
); ?>


6 de Junho de 2022

Em outubro, quando for entregue aos mares, o MSC World Europa se tornará o navio mais ecológico e eficiente da frota da MSC Cruzeiros. As credenciais ambientais divulgadas pela companhia dão conta de que ele utiliza células de combustível de óxido sólido, um sistema de redução catalítica seletiva e capacidade aprimorada de captação de energia proveniente de terra. Ele também será o maior navio de cruzeiro do mundo movido a GNL.

O navio incluirá um demonstrador SOFC de 150 quilowatts que gerará energia auxiliar, fornecendo ganhos de eficiência e reduções significativas de emissões de CO2, em comparação com os motores tradicionais de combustão interna. Será um teste para acelerar o desenvolvimento da tecnologia de células de combustível para navios de cruzeiros contemporâneos, além de oferecer um potencial para permitir soluções de propulsão híbrida no futuro.

Veja também: Air France apresenta a primeira edição da revista EnVols

Linden Coppell, Diretora de Sustentabilidade da MSC Cruzeiros, afirma: “Estamos comprometidos com um futuro com zero emissões líquidas, e é por isso que estamos investindo fortemente no desenvolvimento de combustíveis de baixo carbono e em soluções que acelerarão a descarbonização do setor marítimo. O MSC World Europa será o nosso navio mais eficiente e nos ajudará a provar e refinar as tecnologias ambientais para o futuro de nossa frota. Com este projeto, também estamos avançando em parcerias com fornecedores de tecnologia, empresas de energia, universidades, e órgãos reguladores. Todos nós devemos aprofundar a nossa colaboração para alcançarmos um futuro com zero emissões.”

Em comparação com os combustíveis marítimos padrão, o GNL praticamente elimina as emissões de poluentes atmosféricos, incluindo óxidos de enxofre, óxidos de nitrogênio e partículas finas, e atinge uma redução de até 25% de CO2. O GNL também permitirá o desenvolvimento de combustíveis com baixo teor de carbono e soluções como hidrogênio verde, bio-GNL e células de combustível.

Tal como acontece com todos os novos navios da MSC Cruzeiros, o MSC World Europa também apresenta a mais recente tecnologia de tratamento de águas residuais, em conformidade com a Resolução MEPC 227(64) da IMO, totalmente alinhada com os requisitos regulamentares mais rigorosos do mundo – o chamado 'Padrão Báltico'. O navio inclui um sistema avançado de tratamento de água de lastro que impede a introdução de espécies invasoras no ambiente marinho por meio de descartes de água de lastro, em conformidade com a Convenção de Gerenciamento de Água de Lastro da IMO.

O navio usa iluminação LED controlada por sistemas de gerenciamento inteligentes para melhorar ainda mais o perfil de economia de energia. Em parceria com o estaleiro, o MSC World Europa foi projetado com um formato de casco inovador para minimizar a resistência na água. Ele também será equipado com sistemas aprimorados de coleta automática de dados para monitoramento remoto e análise avançada de energia, permitindo suporte em terra, em tempo real, para otimizar a eficiência operacional a bordo.

Esses avanços na eficiência e o uso de GNL permitirão um desempenho operacional muito superior ao exigido pela IMO para projetos de energia em novos navios. O MSC World Europa foi projetado para ter um desempenho 47% melhor do que o Índice de Design de Eficiência Energética (EEDI) necessário.

O casco e a sala de máquinas do MSC World Europa foram desenvolvidos para minimizar o impacto acústico do ruído subaquático, reduzindo os efeitos potenciais em mamíferos marinhos nas águas circundantes.

Tags: sustentabilidade mice incentivo viagens temporada-de-cruzeiros cruzeiros navio