MICE BUSINESS

MICE BUSINESS

Entidades refletem sobre as implicações do ESG nos eventos

Entidades refletem sobre as implicações do ESG nos eventos


28 de Abril de 2022

Depois da onda metaverso, agora é a vez do ESG...

Guardadas as devidas proporções e sem tirar o mérito da questão, as práticas ambiental (Environmetal), social (Social) e corporativa (Governança) são uma abordagem para avaliar até que ponto uma corporação trabalha em prol de objetivos de sustentabilidade dos negócios, do meio ambiente e dos colaboradores. Modismo ou não, muitas empresas estão refletindo sobre a aplicação prática de ESG nas organizações, avaliando sua performance no assunto e investindo em novos parâmetros de gestão. 

Leia também: Práticas sustentáveis em redes hoteleiras são foco de pesquisa do FOHB

As entidades e organizações sem fins lucrativos também estão nessa onda. A Ampro – Associação de Marketing Promocional / Live Marketing, por exemplo, participa do Think Tank ESG, organizado pela Câmara Brasileira da Indústria de Eventos – CBIE no próximo dia 29 de abril, no WTC, em São Paulo. O encontro reunirá as principais instituições e profissionais do mercado para discutir as implicações dos princípios ESG nos eventos, sob coordenação de Alexis Pagliarini, ex-presidente executivo da AMPRO e da MPI e fundador da ESG4, consultoria especializada em processos ESG e Design Thinking.

As práticas ambiental (Environmetal), social (Social) e corporativa (Governança) são uma abordagem para avaliar até que ponto uma corporação trabalha em prol de objetivos de sustentabilidade dos negócios, do meio ambiente e dos colaboradores.

"Será um grande momento de reunir profissionais de várias entidades, agências, consultorias, do setor do Live Marketing, para refletir sobre as melhores práticas do ESG. E coincide com o momento em que lançamos, recentemente, a campanha ‘Estamos ESGotados’, que vai ao encontro dos princípios do ESG", afirma a presidente-executiva da Ampro, Heloisa Santana.

Ao lado de Heloísa, participam representantes de outras instituições, como Abeoc -  Associação Brasileira de Empresas de Eventos, Abrace– Associação Brasileira das Montadoras e Locadoras de Stands, Abrafesta – Associação Brasileira de Eventos Sociais, Abrape – Associação Brasileira dos Promotores de Eventos, Academia Brasileira de Eventos e Turismo, Advb – Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil, Alagev - Associação Brasileira de Agentes de Viagens Corporativas, Apresenta, CNAEvTur – Câmara Nacional de Arbitragem dos Eventos e Turismo, Evento Fácil, Evento Sustentável, MPI – Meeting Professionals International, SPC&VB – São Paulo Convention & Visitors Bureau, Ubrafe – União Brasileira dos Promotores de Feiras, além de consultores e profissionais especializados. 

Os insights e conclusões serão apresentados ao mercado e ajudarão o setor de eventos a entrar em sintonia com o tema.

Tags: esg sustentabilidade governana entidades eventos negocios