PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Rider mostra relação entre moda e música

Rider mostra relação entre moda e música

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por


2 de Maio de 2022

A Rider sempre teve como um ponto que a orientou a conexão com o universo dos consumidores por meio de várias linguagens.

A marca é ponto de encontro de diferentes lifestyles, dos mais aventureiros aos mais urbanos. Após adotar a música como ferramenta de comunicação para mergulhar no carnaval, a etiqueta reforça novamente que acredita na música como agente de transformação social e cultural e na moda como ferramenta de expressão.

Leia também: Colorado valoriza a brasilidade focada na origem de seus ingredientes

Desta vez, trazendo como protagonistas artistas que dialogam de diferentes formas com a cultura hip hop para integrar a campanha de outono da marca, que, ao mesmo passo que apresenta modelos de slides e papetes com os atributos de estilo da estação, destaca o vínculo entre moda e música, dois pilares intrínsecos à identidade da Rider.

Com artistas que dão sonoridades mais pop a influências do rap até figuras que são os principais nomes da cena trap, a Rider traz a representação de várias nuances da potência que o guarda-chuva da cultura hip hop tem para moldar o cenário musical mainstream. A cantora Clau, a rapper Ebony e os trappers Yunk Vino e MC Igu são os encarregados por estrelarem a campanha da marca para a temporada outonal.

“A gente, da música, já consumia Rider, já tinha uma conexão”, aponta Yunk Vino sobre a afinidade do universo Rider com a expressão musical.

 Uma das apostas do selo Labbel Records — frente da produtora Boogie Naipe, do rapper Mano Brown, focada em trap — ele ressalta a importância de uma marca expressiva se aliar ao ritmo que ele representa para quebrar paradigmas no mercado.

“É bom pros dois lados. A marca estar convidando a gente, nos incluindo nessa campanha e querendo a gente de alguma forma, faz outras marcas olharem pra nós com mais carinho e verem que a gente não é aquele marginal maluco que muitos acham, que não sabemos nos vestir ou nos portarmos como modelo e fazer um conteúdo bacana”, reforça.

Essa afinidade para transitar pelo hip hop é algo diretamente conectado ao estilo único proposto pela Rider, como afirma Ebony. “Contempla muito o estilo de quem faz parte do hip hop, tanto o público quanto eu, como artista, na atitude. Essa troca é muito positiva por isso: o hip hop é feito por pessoas e, quando uma marca apoia essas pessoas, ela tá contribuindo pra cena”, diz.

“A música tá aí, o público tá escutando, tá consumindo e, cada vez mais, tem que ter um espaço para trazer o universo desses artistas e da galera que tá fazendo esse ‘corre’ acontecer. E a marca estar associada a isso, trazendo imagens diferentes [da cena], trazendo esse conceito artístico e atual, não só um modelo que poderia estar na imagem, é um espaço muito interessante”, completa Clau. 

Somadas às fotos da campanha, os artistas protagonizaram vídeos de making of. Além de virarem um diário visual curto do processo de shooting da campanha, os conteúdos trazem os músicos contando sobre suas percepções de estilo e como suas criações sonoras se relacionam com a expressão visual que a moda traz. A coleção Flow Colors da Rider já está disponível na loja oficial da marca (acesse aqui) e nas lojas parceiras: BBF, Guadalupe, Shop2gether e Your ID.

Tags: Moda Rider musica calcados acao-publicitaria