MARTECHS

MARTECHS

Bossanova Investimentos conquista mil startups aportadas e mais de 60 exits

Bossanova Investimentos conquista mil startups aportadas e mais de 60 exits

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por


11 de Março de 2022

A Bossanova Investimentos, que tem entre um dos sócios o BMG UPTech, comemora um importante marco em sua jornada: acaba de alcançar a marca de mil startups aportadas em seu portfólio, com uma rodada de R$ 2 milhões para a milésima iniciativa que recebeu apoio – a Privacy Tools, plataforma completa de privacidade e proteção de dados.

Leia também: Grow Up impulsiona produtividade de 100 mil clientes com marketing digital

Na opinião de Eduardo Dominicale, CEO do Grupo BMG, a conquista é motivo de orgulho e de grande relevância.

“Este é um marco que representa a realização de um sonho. Quando o BMG se juntou à Bossanova eram menos de 100 startups e hoje chegamos a mil. Além do BMG, outros acreditaram na realização do projeto. Nossos investidores, novos sócios e nossos colaboradores, e chegamos até aqui. Entregar essa marca de mil startups mostra que estamos no caminho no qual apostamos: de fomentarmos o ecossistema da inovação, da criatividade e da solução para várias questões do dia a dia da nossa sociedade. Querer investir na Bossanova foi uma decisão acertada dos nossos acionistas, que tem dentro do Grupo BMG um DNA de inovação ao longo de sua história”, declara.

Já na visão do diretor Operacional da Bossanova e CEO do BMG UpTech, Rodolfo Santos, atingir esse resultado foi um caminho gratificante.

“Tivemos interações com pessoas incríveis, num processo em que todos aprendemos juntos. Acredito que saímos na frente por levantar capital para pequenos empreendedores, que com grandes ideias e esse apoio podem crescer e mudar o mundo. É nessa capacidade de transformação da sociedade que acreditamos”, revela.

Criada em 2015, a Bossanova se considera uma venture capital, por realizar investimentos em startups espalhadas pelo Brasil inteiro e que estão no estágio inicial de ‘vida’.

Em sete anos, conta com mais de R$ 6,5 bilhões em seu portfólio e mais de 60 exits. O estágio pré-seed costuma ser a primeira rodada de investimento com capital privado para quem procura recursos nas primeiras fases de desenvolvimento de uma startup.

A Bossanova atua com base nesse cenário: a empresa já soma 63 exits – momento da startup em que ocorre a venda total ou parcial da participação seja dos sócios ou investidores, seja por abertura de capital na bolsa (IPO); pela aquisição por outra empresa; ou venda secundária de ações.

Entre os exits de destaque da Bossanova estão Melhor Envio, Agenda Edu, SmartHint, Kinvo e Repassa.

“Temos um imenso know-how do ecossistema de startups no Brasil e desejamos ser agentes da transformação positiva que esse segmento ainda pode apresentar nos próximos anos. Nosso propósito é nos tornarmos o principal hub de Venture Capital no Brasil, seja por meio de investimento, gestão, educação, eventos ou notícias. Ser pioneiro no mercado também significa educá-lo e sonhar por ele”, acrescenta João Kepler, CEO da Bossanova.

De acordo com Kepler, o ano passado foi bastante positivo, com o crescimento na quantidade de iniciativas inovadoras sendo criadas e resolvendo problemas reais de clientes finais ou de outras empresas.

“Estamos animados com as perspectivas de 2022 e sabemos que 1.000 é só o começo. Agora vamos cuidar para que esses negócios cresçam e continuar investindo”, conclui.

Tags: startups bossanova-investimentos