LIVE MARKETING

LIVE MARKETING

Cannes Lions proíbe inscrições da Rússia devido à guerra com a Ucrânia

Cannes Lions proíbe inscrições da Rússia devido à guerra com a Ucrânia

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por


7 de Março de 2022

A Ascential, organizadora do Cannes Lions, estabeleceu uma proibição para a inscrição de organizações russas em prêmios para o Festival da Criatividade deste ano, juntando-se a uma lista crescente de empresas internacionais que tomam posição contra a invasão de Vladimir Putin na Ucrânia.

A organizadora disse em uma declaração que estava ao lado de "nossos amigos na Ucrânia, e nossos muitos parceiros e membros da comunidade na Rússia que se opõem fortemente às ações do governo russo".

Leia também: Guerra afasta eventos esportivos da Rússia

Além de se opor à invasão da Rússia na Ucrânia, a Ascential está dispensando da taxa de inscrição "todos e quaisquer" criativos ucranianos que puderem participar do evento deste ano, que retorna à Riviera francesa nos dias 20 e 24 de junho.

A empresa ainda afirmou que vai fazer o reembolso para as agências ucranianas que pagaram a taxa de inscrição, e afirmou que tomaria uma "ação imediata" e faria uma "doação significativa para instituições de caridade humanitárias que trabalham na região afetada".

A Ascential criou um diretório de talentos para membros da comunidade criativa afetada pela guerra na plataforma Lions, incentivando a comunidade global a "contratar e apoiar nossos amigos durante estes tempos conturbados".

As pessoas afetadas podem criar um perfil aqui.

No festival Cannes Lions do ano passado, a Rússia teve 401 inscrições para prêmios e a Ucrânia 48 inscrições para trabalhos dos dois anos anteriores. Isso se seguiu ao cancelamento do evento de 2020 devido à pandemia.

A declaração da Ascential vem à medida que um número crescente de organizações - incluindo empresas, meios de comunicação e esportes - interrompem suas associações com a Rússia.

Para citar alguns, o Twitter está interrompendo os anúncios na Ucrânia e na Rússia, enquanto Meta e YouTube estão desmonetizando sites de notícias russos operados pelo Estado.

No esporte, o Comitê Olímpico Internacional proibiu atletas, oficiais e equipes da Rússia e da Bielorússia de participar das Paralimpíadas; os clubes russos foram suspensos de todas as competições da Fifa e Uefa, o que significa que a equipe masculina russa não participará mais das partidas da repescagem da Copa do Mundo neste mês; enquanto o Spartak Moscou foi expulso da Liga Europa.

Os mundiais de rúgbi, tênis e Fórmula 1 também implementaram proibições similares.

Tags: Marketing cannes-lions agencias