GENTE

GENTE

Meta promove Nick Clegg para presidente de assuntos globais e movimenta lideranças

Meta promove Nick Clegg para presidente de assuntos globais e movimenta lideranças

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por


21 de Fevereiro de 2022

Mark Zuckerberg, CEO da Meta Inc, promoveu Nick Clegg, seu principal executivo de políticas, para um cargo mais importante dentro da empresa – uma decisão que terá como resultado um menor envolvimento de Zuckerberg e da COO, Sheryl Sandberg, nas decisões políticas do futuro.

Clegg já era responsável pela organização política global da Meta, mas o Zuckerberg afirmou em uma publicação, na quarta-feira, 16, que o executivo agora “liderará nossa empresa em todos os assuntos políticos”, incluindo interações com governos e como a Meta “apresentará publicamente o caso de nossos produtos e nosso trabalho”. 

Leia também: Google vai conectar talentos negros com vagas em agências

Clegg, que antes respondia a Sandberg, passará a se reportar diretamente a Zuckerberg, no novo cargo de Presidente de Assuntos Globais

“Precisamos de um líder sênior no meu nível (para nossos produtos) e de Sheryl (para nossos negócios) que possa nos liderar e nos representar em todas as nossas questões políticas globalmente”, afirmou Zuckerberg. 

Nick Clegg, o novo presidente de assuntos globais da Meta. Foto: Divulgação

O posto elevado de Clegg significa que Zuckerberg e Sandberg vão ceder mais espaço a Clegg nas decisões políticas. O CEO, em especial, dedicou mais tempo nos últimos anos a questões políticas como moderação e regulamentação de conteúdo, conforme fontes familiarizadas com seu pensamento. 

Isso envolveu diversos debates relacionados a temas como publicidade política e como lidar com usuários de alto perfil, como o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Zuckerberg resolveu dedicar mais tempo à tecnologia e aos produtos da Meta – áreas em que ele possui mais experiência – incluindo planos para construir a nova versão imersiva da internet conhecida como metaverso, afirmam fontes.  

“À medida que Nick assume esse novo papel de liderança, isso me permitirá concentrar mais minha energia na liderança da empresa à medida que construímos novos produtos para o futuro, e apoiará Sheryl enquanto ela continua se concentrando no sucesso de nossos negócios”, disse Zuckerberg. 

Clegg, de 55 anos, entrou na Meta no fim de 2018 em um momento crucial para a empresa, que antes se chamava Facebook. Ele ainda se recuperava da participação inesperada do Facebook nas eleições presidenciais de 2016 nos Estados Unidos e era examinado de perto por políticos e reguladores por práticas de dados e privacidade depois do escândalo da Cambridge Analytica. 

A Meta está novamente se preparando para eleições de alto risco com as eleições de meio de mandato de 2022, que acontecem em novembro. Trata-se da primeira grande votação nos EUA desde que Trump passou a negar sua derrota em 2020 e pressionou outros republicanos a questionar a integridade dos resultados. 

Outras empresas de mídias digitais também vão precisar tomar decisões em relação a quais conteúdos limitar em uma eleição em que todos os 435 assentos na Câmara vão estar em disputa, além de 34 das 100 cadeiras do Senado.

Clegg é um ex-político que atuou como vice-primeiro-ministro no Reino Unido de 2010 a 2015 – o executivo traz como bagagem uma nova perspectiva para a equipe de liderança sênior da Meta. 

Durante os três anos no cargo, ele desenvolveu um relacionamento próximo com Zuckerberg e assumiu a liderança em várias das decisões mais cruciais da empresa. Ele desempenhou um papel de liderança no esforço da Meta para criar um Conselho de Supervisão independente para ajudar a tomar decisões de conteúdo e também orientou o processo da empresa para revisar e, finalmente, suspender a conta do Facebook e do Instagram de Trump após os acontecimentos no Capitólio em 6 de janeiro do ano passado

Desta vez, Clegg terá a missão de vender a nova visão de produto da Meta para o metaverso aos reguladores. 

“Os próximos anos serão um momento crucial para nossa empresa e nosso setor, à medida que novas regras para a Internet são estipuladas em todo o mundo e à medida que iniciamos nossa jornada para ajudar a construir o metaverso”, afirmou Sandberg em um post. 

“A liderança calma e baseada em princípios de Nick continuará sendo um trunfo para a Meta nos próximos meses e anos”, acrescentou

A Meta também está fazendo mudanças em seu grupo de relações públicas após a saída de John Pinette, ex-vice-presidente de comunicações, no começo do mês passado. David Ginsberg foi promovido a chefe de comunicações e relações públicas. 

Ginsberg, que trabalha na Meta há quase cinco anos, comandava antes a equipe de escolha e competição da empresa, com foco na construção de produtos para atender às novas e esperadas regulamentações, como transferência de dados e recursos de portabilidade.

Esse grupo vai continuar a se reportar a Ginsberg, assim como uma nova equipe de Relações Públicas Globais sob Tucker Bounds. Em um post interno da empresa compartilhado na quarta-feira, Clegg revelou que a nova equipe de Ginsberg será reestruturada ainda mais no futuro.

Tags: Facebook Mark-Zuckerberg promocoes meta mudancas-de-cargos