ESG

ESG

BMW utilizará rodas de alumínio feitas com 100% de energia verde

BMW utilizará rodas de alumínio feitas com 100% de energia verde

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por


19 de Abril de 2022

O BMW Group continua intensificando suas atividades sustentáveis. A partir de 2024, a empresa vai utilizar rodas de alumínio fundido feitas com 100% de energia verde nas marcas BMW e MINI.

Leia também: Cervejaria e startup coletam 100 toneladas de vidro em SP

A transição é aplicada, especialmente, à eletrólise de uso intensivo de energia usada na produção de alumínio e ao processo de fundição de rodas.

Para o BMW Group, se trata de mais um passo rumo ao seu objetivo de criar a cadeia de suprimentos mais sustentável da indústria automotiva.

Até o momento, as rodas foram responsáveis por 5% das emissões de CO² da cadeia de abastecimento.

A transição para uma produção mais sustentável que depende de energia verde, diminuirá essas emissões em mais da metade.

O BMW Group compra cerca de 10 milhões de rodas de liga leve por ano; 95% destes são compostas por alumínio fundido.

A partir de auditorias independentes, o BMW Group garante o uso consciente e sustentável do alumínio por seus fornecedores, economizando até 500.000 toneladas de CO² por ano.

“A energia verde é uma das maiores alavancas para reduzir as emissões de CO² em nossa cadeia de suprimentos. Já fechamos mais de 400 contratos com nossos fornecedores, incluindo fornecedores de rodas e alumínio, exigindo que eles usem energia verde”, declara Joachim Post, Membro do Conselho de Administração do BMW AG responsável por Compras e Rede de Fornecedores.

O alumínio tem boas propriedades de reciclagem, o que torna mais fácil derreter rodas antigas como parte da economia circular, o que elimina a necessidade de eletrólise intensiva em energia para produzir a matéria-prima primária.

Por outro lado, a matéria-prima secundária também deve atender aos requisitos premium do BMW Group para qualidade, design, segurança e propriedades mecânicas.

Em 2023, a MINI será pioneira neste campo, ao usar rodas fundidas de liga leve feitas de 70% de alumínio secundário na nova geração do MINI Countryman.

A combinação de 100% de energia verde para produção e 70% de conteúdo de matéria-prima secundária, pode diminuir as emissões de CO² em até 80%, comparada aos processos de fabricação comuns.

O BMW Group está envolvido de maneira ativa em iniciativas internacionais com foco na padronização da extração de matérias-primas há vários anos.

Isso inclui a Aluminium Stewardship Initiative (ASI), uma organização internacional sem fins lucrativos apoiada por associações ambientais e industriais, ONGs, produtores de alumínio e empresas de processamento.

Diversos fornecedores do BMW Group já aderiram à ASI, além de darem uma importante contribuição para a criação de uma cadeia de valor de alumínio ambiental e socialmente responsável.

A transição para 100% de energia verde para a produção de rodas de alumínio fundido mais um passo para reduzir as emissões de CO² na rede de fornecedores do BMW Group.

O objetivo é reduzir as emissões em toda a cadeia de suprimentos em 20% comparado aos níveis de 2019 até 2030.

Aumentar sistematicamente a porcentagem de alumínio secundário através desse processo contribui ainda mais para a sustentabilidade, conforme os princípios de economia circular que o BMW Group aspira.

Tags: sustentabilidade meio-ambiente BMW reciclagem mobilidade veiculos