ESG

ESG

Audi planta mais de 100 milhões de sementes na Amazônia

Audi planta mais de 100 milhões de sementes na Amazônia

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por


2 de Abril de 2022

O paraquedista Luigi Cani fez um dos saltos mais importantes de sua carreira na região da Amazônia. Nessa ocasião, o recordista mundial do salto com o menor paraquedas do planeta levou 100 milhões de sementes de 27 espécies de árvores nativas do bioma local para uma área remota desmatada no coração da região amazônica.

Leia também: Braskem faz ação de descarte correto e reciclagem no Lolla

A ação foi realizada pela Audi do Brasil.

“Passamos por um processo bastante exaustivo até reunir todas as ferramentas capazes de fazer essa ação se tornar possível. E não há sensação melhor do que o momento em que tocamos o pé novamente no solo e sabemos que tudo deu certo. As sementes coletadas para o projeto possuem índice germinativo superior a 95% e não necessitam de intervenção humana para germinar, portanto, em alguns anos veremos os frutos dessa ação inédita”, declara o paraquedista Luigi Cani.

Mais de 3.700 quilos de materiais e equipamentos foram levados de barco para a cidade de Novo Aripuanã enquanto outras ações eram feitas com o Audi e-tron, veículo 100% elétrico da Audi, em solo.

No salto, uma caixa de madeira biodegradável com mais de 1m³ e 300 kg de sementes foi jogada de uma aeronave a 14 mil pés.

No momento em que estava a 6500 pés da área desmatada, Luigi Cani mergulhou a 300 km/h, pegou a caixa em queda livre e lançou as sementes na altura certa para conseguir uma distribuição precisa e uniforme.

“A Audi do Brasil tem investido em projetos que sejam capazes de promover os valores da marca por meio de ações que beneficiem e gerem legado para a sociedade. Portanto, apoiar mais esta importante ação do Luigi Cani foi motivo de grande orgulho para todo o time de colaboradores da marca”, comemora Cláudio Rawicz, encarregado pela área de marketing e comunicação da Audi do Brasil.

Além das 100 milhões de sementes distribuídas no ar na região desmatada, outras seis milhões de sementes foram dadas para uma comunidade indígena do estado do Amazonas que precisava dos recursos.

Trata-se do segundo projeto que a Audi realiza na região norte do Brasil neste ano. Além do plantio das 100 milhões de sementes, a Audi vai instalar postes de energia solar e entregar lampiões em comunidades ribeirinhas na região Amazônica em abril, através de uma colaboração com a Audi Environmental Foundation, ramo filantrópico da AUDI AG, e a ONG Litro de Luz.

Mais de 100 famílias vão ser beneficiadas pelo projeto, com a instalação e entrega dos equipamentos previstas para ocorrer em abril.

O Audi e-tron

O primeiro SUV 100% elétrico da empresa foi lançado no Brasil em abril de 2020. O Audi e-tron é construído sobre a plataforma MEB, o modelo conta com dois motores elétricos realmente silenciosos, que combinam para uma potência total de 408 cv com 664 Nm de torque – as forças são distribuídas em 135 kW de potência e 309 Nm de torque na frente e 165 kW de potência e 355 Nm no motor traseiro.

Pelo fato de o torque ser instantâneo, completa 0-100 km/h em 5,7 segundos, com velocidade máxima limitada eletronicamente em 200 km/h. Foi o veículo 100% elétrico mais vendido em 2020.

O modelo ainda tem a versão na carroceria Sportback, lançada em setembro de 2020 no Brasil. O Audi e-tron Sportback, segundo veículo 100% elétrico da marca, tem design esportivo e arrojado, que se destaca pela carroceria em estilo coupé.

O modelo tem até 446 quilômetros de autonomia, segundo o ciclo europeu WLTP.

Tags: sustentabilidade audi meio-ambiente esportes melhores-da-semana amazonia paraquedismo