DIGITAL

DIGITAL

Campanha da VMLY&R alerta para segurança digital

Campanha da VMLY&R alerta para segurança digital


26 de Abril de 2022

Já parou para pensar que as empresas têm uma relação extremamente íntima com você, quase como um casamento?  A partir dos seus dados, elas sabem o que você ama, o que você curte, pra onde você vai, os livros que você gosta, as músicas que você ouve. Nem mesmo as pessoas mais próximas têm tantas informações a seu respeito…

Os gadgets conhecem você como ninguém mais: o seu olhar, através do reconhecimento de retina. A sua voz, com assistentes pessoais reconhecendo seu timbre. O seu toque, a partir do reconhecimento da sua impressão digital.  As pessoas têm essa "relação" com a tecnologia e com as empresas. Mas muitas delas nem sabem que estão tendo seus dados mais íntimos compartilhados com o mundo.

A Internet das Pessoas (https://internetdaspessoas.com.br/), iniciativa focada em educação digital, está lançando a campanha “O Dia em que você disse Sim” com o objetivo de conscientizar os consumidores de que os dados pessoais pertencem a eles – e que, entendendo as dinâmicas internas da Internet, podemos criar barreiras à captação e utilização, conquistando autonomia e segurança sobre nossas vidas digitais.

"A iniciativa nasceu para educar e conscientizar sobre os mecanismos por trás das telas e sua influência em nossas decisões. Para ajudar as pessoas a conquistar segurança e autonomia através de conhecimento e reflexão crítica. Tipo redução de danos: a proposta não é deixar de fazer, é fazer sabendo onde se está pisando. Porque, sem educação digital e regulação, a única coisa que nos resta é alarmismo", destaca Paula Martini, fundadora da Internet das Pessoas.

O filme encaminha para uma história de amor na qual uma das apaixonadas se declara para a outra dizendo que jamais esqueceu o dia em que recebeu o “sim” e ela passou a dividir toda sua vida, os sonhos, as comidas que mais gosta, as viagens, as músicas (até aquelas que esconde dos outros que gosta), o jeito como corre pela manhã. Romanticamente conta que conhece todas as marcas do seu rosto, a sua delicada voz, todos os seus gostos e agradece. Obrigada por dizer sim. No momento do agradecimento vem a mensagem que ninguém quer ouvir. O “sim” que você deu não é para aquele relacionamento amoroso e sim, para a invasão de privacidade, para o momento em que você libera todas suas informações e não sabe para que tipo de uso.

Paula encerra dizendo: "Informação é poder. E quem detém informação sobre nós, tem poder sobre nós. Para mudarmos nossa relação pessoal com a tecnologia, precisamos entender a Internet a partir de suas dinâmicas internas: muito mais que desligar notificações ou excluir perfis. Preservar a ignorância do usuário sobre um modelo de negócio baseado em venda de atenção é fundamental para sustentar o chamado capitalismo de vigilância, onde o produto somos nós. Nessa busca constante por pertencimento e conveniência, nossa preocupação com privacidade se perde"

Tags: Internet digital vmly-r