LIVE MARKETING

Ver x Participar


6 de Dezembro de 2021

Eventos são encontros de comunidades. Comunidades são o reflexo de setores econômicos ou sociais. Nestes últimos dois anos, por razões óbvias, todos ficamos mais restritos em relação aos encontros físicos destas comunidades. 

Os eventos presenciais chegaram a ser “proibidos” no município de São Paulo por estarem associados a “aglomerações”. Águas passadas, ufa!

Agora, neste momento de retomada do setor de eventos, seria importante fazermos uma reflexão de sobre os cinco sentidos humanos. Ver ou participar. O que é mais relevante?

Passamos dois anos aguçando a nossa visão e a nossa audição. E viva o streaming! Monitoramos o mundo e as nossas relações por intermédio de telas neste período. 

Ou seja, limitamos a nossa interação com o mundo. Se a combinação dos cinco sentidos é responsável por potencializar a nossa condição de Seres humanos, nestes dois anos fomos Seres humanos limitados. Não utilizamos os outros 3 sentidos na sua plenitude.

Aristóteles, 4 séculos antes de Cristo, já dizia que somos Seres sociais. A nossa interação com o mundo se dá por meio dos 5 sentidos. 

Chega destas limitações por intermédio de telas somente... Deu né?

A pandemia logo será reclassificada como endemia, ou seja, vai estar presente nas nossas vidas por um longo período. Vacinações anuais e certificados vieram para ficar!

Pensando que a endemia será o nosso novo normal e que os eventos híbridos serão a principal ferramenta a ser utilizada por todos os organizadores, como ficam os cinco sentidos nesta minha visão de futuro?

Interações por intermédio de telas (aguçando visão e audição) não irão diminuir. Pelo contrário, vão aumentar e muito na minha opinião. Redução de custos, flexibilidade de agenda e redução da mobilidade corporativa são fatores que vão potencializar as interações por intermédio de telas...

Mas e os outros 3 sentidos como ficam? Distinguir sabores, captar energia química por meio de partículas via olfato e explorar o mundo com o maior órgão do corpo humano (a nossa pele!) não acontecem de forma virtual (pelo menos até hoje!!). A tecnologia limita estes 3 sentidos.

Desta forma, os eventos presenciais são a grande chave para explorar este momento de retomada. Se o seu viés ao organizar um evento for o custo, a rapidez, a conveniência, a chance de você realizar um evento virtual é enorme. 

Mas se o seu viés for a socialização, a imersão e o networking, as chances de você realizar um evento presencial são absolutas!

A tecnologia está aí para ajudar nestas suas decisões, não para atrapalhar...

Se somos seres sociais há séculos, por mais que a pandemia tenha sido terrível (ainda está por aí, não acabou não!) nós como Seres sociais só nos sentimos plenos quando utilizamos os cinco sentidos de forma combinada e ampliada. 

Impossível encontrar esta plenitude por meio de uma tela de computador ou celular. Mas a conveniência, os custos e a sustentabilidade vão nos levar cada vez mais a interagirmos com as comunidades que estamos inseridos por meio de formatos remoto. 

A interação por intermédio de telas veio para ficar!

Mas tenhamos certeza de que as experiências/eventos presenciais sempre serão os grandes facilitadores de potencializar a nossa condição de Seres humanos.

Percepções, sensações, sinestesia, equilíbrio físico e térmico... tudo isso acontece quando estamos presentes, e, quando estamos presentes em grupos, é que isso acontece de forma mais marcante. 

Viva a tecnologia que permite os eventos virtuais. Viva o conhecimento que nos permite elaborar experiências imersivas onde podemos utilizar os cinco sentidos. 
Bem-vindo ao futuro dos eventos!

Para deixar bem claro: #somosgregários #eventospresenciaisforever, #colaboraçãoéanossapraia, #futurohíbridovirtual #eventosaoseguros #futuroseguro

Afinal o live marketing não é para os fracos!

 

Foto: Reprodução.

Tags: artigo | setor-de-eventos | eventos-hibridos | paulo-octavio-pereira-de-almeida