LIVE MARKETING

Convivência x Conveniência


11 de Setembro de 2021

Eventos são encontros de comunidades. Serão híbridos/virtuais com certeza. Este “hibridismo” vai oferecer possibilidades de expansão das audiências e não será um substituto aos eventos presenciais. Será um complemento tecnológico muito útil.

Hoje vou fazer uma outra reflexão fundamental neste momento de retomada do setor. Muitas vezes eu ouvi a pergunta: Eventos presenciais vão acabar? Minha resposta sempre é a mesma. Não vão acabar, mas as experiências vão ficar melhores e talvez menores. Explico!

Com os benefícios oferecidos pela tecnologia para o setor de eventos (pensa no streaming que é possível com a tecnologia 4G que temos hoje nos nossos smartphones) as oportunidades se ampliaram e muito. 

O que antes era feito pensando só na audiência física (que estaria presencialmente participando do evento), agora pode ser oferecido a uma audiência virtual (sem presença física nos eventos). 

Se você for esperto, a questão não será entre o físico e o virtual, e, sim, o que poderá ser oferecido em formato híbrido (o participante escolhe qual o formato de participação dele no evento). 

Isso é o que chamo de conveniência! Sem dúvida, um grande avanço para o setor de eventos, algo que não devemos perder quando a pandemia acabar de vez (será que acaba de vez algum dia?). Mas e a convivência?

Hoje, que estamos voltando às nossas atividades presenciais com consciência (retorno aos escritórios e aos eventos presenciais), podemos analisar que o que realmente sentimos falta não são os espaços físicos (escritórios/locais dos eventos), e, sim, a colaboração e o encontro com pessoas que existem nestes locais.

Isso é a convivência! Sabendo destas diferenças conceituais entre estas duas palavras que parecem similares, mas não são, é fundamental para entender o futuro do setor de eventos. 

Com a tecnologia teremos oportunidades muito interessantes de participar de eventos virtualmente por pura conveniência. Será que preciso fazer aquela viagem e ficar 3 dias fora de casa para participar daquele evento? Vale a pena? A relevância será a regra da decisão. 

Já aquele evento sensacional com pessoas incríveis e uma experiência incrível que proporcionará uma convivência entre os seus participantes terá lugar eterno nas decisões das pessoas.

Eu já cruzei o mundo para participar de eventos assim. 

De novo, a relevância será o fator fundamental para a tomada de decisões, e, tudo isso será perdido se os organizadores de eventos não se prepararem para estes desafios. 

Não o desafio de fazer os eventos relevantes, isso é questão de sobrevivência. Eles têm que se preparar para usar a tecnologia a seu favor. Eventos híbridos e virtuais são a salvação e não a destruição. Esta é a minha opinião pelo menos!

Para deixar bem claro: #somosgregários #eventospresenciaisforever, #colaboraçãoéanossapraia, #futurohíbridovirtual

Afinal o live marketing não é para os fracos!

 Foto: Reprodução.

Tags: melhores-da-semana | artigo | paulo-octavio-pereira-de-almeida | live-marketing